Alegretense é a voz do conceituado grupo paranaense Diretoria do Pagode

Compartilhe
  • 744
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    744
    Shares

Talvez o que muitos alegretenses não sabem é que um conterrâneo, residente em Francisco Beltrão, no Paraná, virou vocalista de um conceituado grupo de pagode.

Fernando Luiz Brandolt, hoje é o vocalista do Grupo Diretoria do Pagode. Conheça um pouco da história do músico que das rodas de samba de brincadeira, construiu o Grupo Diretoria do Pagode.

O alegretense atualmente mora em Francisco Beltrão e foi lá que transformou sua vida profissional e virou músico.

Apaixonado por futebol e pagode, ele não esquece as raízes. Em entrevista pelo aplicativo Whatsapp, recorda dos bons momentos vividos em Alegrete. Em 2005, deixou os pais Iara Luiz Brandolt e Eroni Marques Brandolt e foi morar fora do RS.

Casado com a alegretense Mara Rocha, eles possuem um casal de filhos, João Carlos e a pequena Maria Fernanda.

A entrevista é especial e exclusiva, como ele brinca na primeira resposta ao ser convidado para conversar com a reportagem. Fernando é vendedor de uma loja especializada em ferramentas elétricas.

Fã declarado do pagode, sua história começou praticamente como todas as outras de tantos pagodeiros. Com uma pequena participação no Grupo Sedução em Alegrete.

Aterrissou em Francisco Beltrão com uma turma de colegas de trabalho. E foi na brincadeira das rodas de samba, entre um churrasco e outro, que a brincadeira começou a ficar séria.

O primeiro convite foi nada menos que para tocar numa festa de casamento. A prova de fogo foi superada pela turma, aliás da Diretoria do Pagode.

Da festança não parou mais. Fernando perde a conta dos shows em casas noturnas, aniversários e feijoadas.

Já são 10 anos de Diretoria e Fernando conta que foram várias formações ao longo de uma década. Tocando por toda região do Sudoeste paranaense, o Diretoria do Pagode do vocalista “Nando”, consolidou um público fiel. “Uma brincadeira que virou uma grande fonte de renda”, avalia o alegretense.

Com uma década de história, Fernando conta que o crescente do grupo é explícito, o sucesso só foi freado pela pandemia, mesmo assim o Diretoria realizou uma consagrada live solidária e arrecadou mais de 40 mil reais para um paranaense que precisava de um complexo tratamento de saúde para sobreviver.

“Sempre fomos residente aos domingos em Beltrão passando por vários bares da cidade ao longo de dez anos”, conta.

Foram sete anos animando o Confidência Bar e atualmente são residente no Villa Deck Bar. Fernando comemora o recorde de 138 apresentações em um ano.

A atual formação traz o irmão Ronaldo Brandolt no pandeiro, Ronaldo Silva na percussão geral, Felipe Pessetti no cavaquinho, Walmir Souza no surdo, maestro Henrique Soarez  no violão e Fernando Brandolt na voz principal e rebolo.

Fernando não gosto de dizer que forma uma banda, e sim família chamada Diretoria do Pagode.

O pagodeiro comemora os dois eventos históricos, duas lives, sendo a primeira com mais de 35 mil visualização e a arrecadação de 5 toneladas de alimentos.

E a segunda live com mais de 100 mil visualizações e arrecadação em dinheiro que já se aproximam dos 100 mil reais. “Toda renda é para o menino Valentim que sofre de uma doença chamada (AME).

Com instrumentos e som próprios, Fernando colhe os frutos do caminho que percorreu. Indagado de quando Alegrete poderá assistir o Diretoria, ele não titubeia. “A gente sempre segue o rumo do próprio coração. É só tudo isso passar e podemos agendar uma data”, revela o vocalista alegretense do Diretoria do Pagode.

Confira um pouco do trabalho do alegretense:

Júlio Cesar Santos                           Fotos: acervo pessoal


Compartilhe
  • 744
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    744
    Shares