Os profissionais da saúde passaram ser vistos com outros olhos nesta pandemia; veja este relato

Compartilhe
  • 930
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    930
    Shares

Em um momento em que os profissionais da área da saúde são os principais protagonistas nesta luta desenfreada contra um inimigo invisível e que ainda trás muitos questionamentos, reconhecer e valorizar, mesmo que seja uma dura batalha contra o novo coronavírus, mas para salvar uma vida é ser no mínimo generoso, recíproco e altruísta.

O mundo inteiro parou diante da pandemia que enfrenta, ruas vazias, corações aflitos, enquanto uma batalha silenciosa contra o novo coronavírus é travada. Nessa luta, há um front que merece ser lembrado por sua coragem, eficiência e importância: os profissionais da saúde. Os tempos são duros e ser um profissional da saúde é hoje, mais do que nunca, uma contribuição para humanidade e para a vida, pois ele que dá o melhor de si, todos os dias, em prol da saúde de um desconhecido, muitas vezes perdendo horas de sono ou com a família.

Em reconhecimento à importância deste profissional em um momento tão delicado da história da humanidade, Meire Pinheiro, fez um agradecimento aos profissionais de saúde da Unidade de Pronto Atendimento de Alegrete(UPA).

O atendimento do tio, Adão Pinheiro, não teve nenhuma relação com a Covid-19, foi um infarto, mas a parte inicial foi destaca principalmente pela apreensão do momento.

Por esse motivo, Meire acredita que o momento é para enaltecer estes profissionais. Embora a UPA não seja um posto de atendimento, todas são médicos, enfermeiros e técnicos que estão atuando de forma incansável diariamente e com os mesmos riscos de outros setores. Pois nem sempre os sinais são os mais evidentes deste vírus.

A situação com o tio da Meire, foi na última quinta-feira à tarde. Adão passou mal e foi encaminhado pelo SAMU à UPA. Ele estava infartando e a médica de plantão, chamada  Dra Maria Del Carmo Carnejo, viu que o caso dele precisava realizar com urgência um cateterismo. Foi que todo o atendimento dele foi feito de forma rápida e eficaz, assim como a transferência para o hospital em Passo Fundo.” Graças a Deus e todos que estavam lá na UPA foi atendido rápido e agora está bem. Já passou pelo procedimento e está fora de perigo. Acredito que foi em razão dos médicos aqui, informação confirmada pelos médicos lá em Passo Fundo.  Só gratidão a esses profissionais, que estão na linha de frente em todos os sentidos” destacou.

Em seu post no perfil do Facebook, Meire relatou:

Obrigada pela médica da Upa, Maria, muito atenciosa e rápida, e também aos enfermeiros e enfermeiras. O doutor Luíz Cairo Almeida, a ambulância, enfim toda equipe da UPA que correram pelo meu tio Adão e graças a Deus nada do pior aconteceu. Agora está em Passo Fundo se recuperando e, a mãe Lídia está com ele. Agradecer muito à ela, também, que não mede esforços para ajudar os familiares. Obrigada meu Deus por estar sempre conosco”.

Meire disse que o tio é hipertenso e tem 51 anos. Ele é casado com Nádia Pinheiro e tem três filhas Alessandra, Mariana e Maria Clara que estão ansiosas para recebê-lo em casa novamente.

 

Flaviane Antolini Favero

 


Compartilhe
  • 930
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    930
    Shares