A cada enchente eles se mostram incansáveis e prontos para servir: conheça o Grupo de Resgate Voluntário

Em momentos de extrema necessidade, como os causados por enchentes, a solidariedade e a prontidão em ajudar o próximo ganham uma importância ainda mais significativa. Em Alegrete, essa essência de soma de esforços, de fazer o bem sem esperar nada em troca, tem sido exemplificada por diversos grupos de voluntários ao longo dos anos.

Entre eles, destaca-se um grupo que, desde 2007, tem se dedicado incansavelmente em auxiliar a comunidade em momentos de crise.

A ação desses voluntários em Alegrete tem sido um verdadeiro alento para aqueles que se veem em situações de vulnerabilidade durante as enchentes. Eles não medem esforços, atuando durante o dia, nas madrugadas e até mesmo deixando seus trabalhos de lado para somar forças com a Defesa Civil do município e o Exército, garantindo que nenhuma família perca o mais importante: a vida de seus entes queridos.

Município já aplicou mais de 12 mil doses contra Influenza e taxa de cobertura alcança 41%

Esse grupo que se destaca nessa nobre causa é o liderado por Matheus Refatti e Vinicius da Luz, juntamente com outros integrantes. A jornada teve início em 2007, durante a gestão de Ernesto Viana, que também era professor e era diretor da Defesa Civil na época. Inicialmente, eles ajudavam na montagem de kits de alimentos, mas em 2015 começaram a trabalhar em operações de resgate e mudanças. Sem alarde, mas com determinação inabalável, esse grupo de voluntários se destaca por sua atuação humanitária nas enchentes que afligem a cidade.

Com o passar dos anos, o grupo se fortaleceu, especialmente durante a grande enchente de 2019, quando cerca de 50 pessoas se uniram para auxiliar a comunidade. Além do resgate de pessoas de suas casas, eles também se envolveram na arrecadação e distribuição de alimentos e materiais de higiene, contando com o apoio de empresários locais como o Borjão e Bruno da MB. Foi nesse momento que o grupo assumiu sua identidade como “Grupo de Resgate Voluntário”, solidificando sua missão e comprometimento com a comunidade.

Em Alegrete, ex-BBB Matteus Amaral, faz apelo para doações aos atingidos pela cheia no RS

Mesmo em situações de enchentes menos graves, como em 2023, o grupo se manteve ativo, agregando esforços com outros colaboradores e empresas locais. A atual enchente, que começou no início de maio, exigiu uma resposta rápida e eficaz. Cerca de 20 voluntários do Grupo de Resgate Voluntário mobilizaram-se mais uma vez, demonstrando sua resiliência e comprometimento. Desde o resgate inicial de pessoas e animais até a assistência na distribuição de suprimentos, esses indivíduos demonstram uma dedicação inabalável ao bem-estar de sua comunidade.

A atuação desses voluntários vai além do resgate físico. Eles representam a essência da solidariedade, doando seu tempo, empatia e amor ao próximo de forma totalmente voluntária. Mesmo quando as águas do rio Ibirapuitã recuarem e as operações de resgate diminuírem, eles permanecerão firmes em seu compromisso de ajudar a comunidade a se reerguer e se reconstruir. Em meio ao caos das enchentes, são essas ações solidárias que reforçam nossa fé na humanidade e nos lembram da importância de estender a mão ao próximo em momentos de extrema necessidade.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários