A gratidão que inspira fazer o bem

Idoso que inalou fumaça em incêndio no Centro, saiu do hospital e está sob os cuidados da família em Pelotas.

A gratidão é, sem dúvida, um dos sentimentos mais puros e nobres que existem.

Quando as pessoas são gratas, elas demonstram ser muito mais felizes, uma vez que sabem valorizar tudo o que possuem, mas isso não inclui apenas os bens materiais, mas reconhecer o bem que é feito em seu benefício ou das pessoas que ama.

No dicionário, a palavra gratidão significa qualidade de quem é grato, reconhecimento, sentimento de lembrança e agradecimento por um bem recebido, ato de reconhecer alguém por uma ação ou benefício alcançado.

Ela é, portanto, a capacidade de agradecer e reconhecer um gesto de bondade, uma atitude de carinho, uma ajuda, um elogio, uma assistência, uma gentileza entre outros.

Por esse motivo, na manhã de quinta-feira (12), Ana Lúcia Gamino Ribeiro, falou com a reportagem para fazer um agradecimento para todos que auxiliaram o irmão durante anos e no último domingo depois de um incêndio na casa que residia na rua Coronel Cabrita.

Jorge Luiz Gamino de 65 anos estava dormindo quando o fogo iniciou, na tarde do último dia 8. Ele tentou apagar o sinistro e inalou muita fumaça. Por esse motivo foi socorrido inicialmente pelos Bombeiros e posteriormente pelo SAMU.

Ele residia sozinho e há pouco tempo foi vítima de um AVC o que provocou algumas limitações. Neste dia o PAT fez uma reportagem pedindo ajuda ao idoso. A notícia chegou à família que reside em Pelotas. No mesmo instante, ocorreu a mobilização para a irmã, Ana, vir buscá-lo. A mãe de Jorge tem 90 anos e ele não a preocupava, desta forma ela e as irmãs não sabiam que ele precisava de auxílio.

Assim que chegou em Alegrete, Ana ficou impressionada com toda a solidariedade, bondade e presteza dos alegretenses. Ela evidenciou que precisava agradecer e disse que todos serão eternamente gratos.

Acompanhe a carta que ela enviou à redação.

Venho em nome de minha mãe, Rita Helena Gamino e de meus irmãos agradecer a toda acolhida e bondade dos vizinhos do meu irmão. Carmem Carvalho, me recebeu em sua casa, transportou-me para todos os locais que precisei ir como: Santa Casa, Casa de Passagem, Cartório de Registro, Delegacia de Polícia, Rodoviária, enfim, foi incansável na gentileza. Também não posso deixar de citar os demais vizinhos Terezinha, Adão, Angelo e Valdecir, pois todos há muito tempo já auxiliavam meu irmão Jorge em suas necessidades e mais recentemente no caso do incêndio. Todos continuaram gentilmente as colaborações.

Agradecemos ainda à Prefeitura de Alegrete na pessoa da Secretária de Assistência Social, Iara Caferatti, Elizinha Fantinel, Luciana Garcia e Sidnei da Casa de Passagem. 

Pois a Casa de Passagem auxílio nas passagens até Porto Alegre e, para Pelotas a colaboração foi da nossa irmã Helena Gamino Lopes.

Também agradeço a equipe dos Bombeiros, Sargento Rodrigues, soldados Lucas e Neto, SAMU (Gideão e Éder), toda equipe da UPA e a repórter do Alegrete Tudo, Flaviane Antolini Favero. Todos que de alguma forma o auxiliaram no dia do sinistro. Àqueles que chamaram pelo socorro, Bombeiros e SAMU. À reportagem por ter o ajudado à família a saber o que tinha ocorrido. 

Gratidão a Deus a todos. Com certeza estarão para sempre em nossos corações. Luz para todos – Ana Lúcia Gamino Ribeiro.

 

Flaviane Antolini Favero

Compartilhe
  • 381
  •  
  •  
  •  
  •  
    381
    Shares