Com novas vagas em junho, Alegrete cria 221 empregos no 1º semestre

O município de Alegrete fechou o primeiro semestre com a criação de 221 vagas com carteira assinada no primeiro semestre. O mês de junho foi de reação, com a geração de 19 novas vagas de emprego.

Crescimento de 1,2 % foi o mais alto do ano
Crescimento de 1,2 % foi o mais alto do ano

Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Previdência na última quinta-feira (28). Alegrete fechou o sexto mês do ano com 336 admissões e 317 desligamentos. O saldo positivo foi diferente do mês anterior que ficou no vermelho. Destaque para o setor de comércio que mais contratou do que demitiu. Foram 123 admissões e 107 desligamentos. O setor de serviços também foi responsável pelo bom desempenho do mês de junho. Houve a admissão de 101 e 91 demissões. Os setores da indústria e construção tiveram saldo negativo em junho.

No Alegrete ainda é assim: guria, a cavalo, faz compras e entrega produtos do Avon para as clientes da mãe

Assim o semestre em Alegrete contabilizou 2.379 admissões contra 2.158 desligamentos. O mês de março foi o melhor em admissões (508), e também aquele com o maior número de postos de trabalho cessados (419). Por outro lado, em maio foi o mês que ocorreram mais demissões do que que contratações (64).

O Rio Grande do Sul engatou mais um mês com contratações superando as demissões no mercado de trabalho formal. O Estado registrou saldo de 8 mil vagas com carteira assinada em junho e acumula a abertura de 74,5 mil postos no primeiro semestre do ano.

O saldo da primeira metade do ano é resultado de 744,5 mil contratações e 670 mil demissões. Mesmo ainda no azul, o acumulado dos primeiros seis meses do ano está em nível abaixo do mesmo período do ano passado (82,9 mil). Em 2021, o avanço nas contratações era mais robusto, com o início da retomada econômica, diante da melhora na situação da pandemia Covid-19 O resultado positivo de junho tem patamar acima do observado em maio.

Bolas de futebol recheadas com maconha; assim um motociclista tentou introduzir a droga no Presídio de Alegrete

Os dados do Caged levam em conta apenas o trabalho formal. As informações são atualizadas mensalmente, o que pode provocar ajustes nos montantes divulgados em períodos anteriores e, consequentemente, nos acumulados. 

No recorte por setores, a indústria lidera com o maior acumulado de abertura de vagas no semestre (33,4 mil) no Estado. O segmento é seguido de perto por serviços(32,4 mil). Em seguida, com menos fôlego, aparecem construção, comércio e agropecuária.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários