Alegrete esteve presente no show de 40 anos de carreira de Neto Fagundes

O alegretense e empresário Adão Ramos, que está com o Projeto Museu dos Fagundes, esteve em Porto Alegre, onde participou do show em comemoração aos seus 40 anos de carreira de Neto Fagundes.

Adão Ramos, proprietário do Hotel Alegrete e Bistrô Alegrete, foi um dos alegretenses a participar deste momento que teve muita emoção e boa música. O empresário, está sempre evidenciando a história da família Fagundes e, mais recentemente, inaugurou um painel com o Canto Alegretense em frente ao Hotel, local que tem um número bem expressivo de clientes de vários lugares do Rio Grande, outros estados e até países.

Neto entoa soberanamente a música regional gauchesca, mas também o cancioneiro latino-americano, sem deixar de se adaptar aos mais diversos ritmos brasileiros. Sem perder as origens, lema que carrega por ter seguido conselho do pai, Neto Fagundes completou 40 anos de carreira e, se pudesse definir tal trajetória em apenas uma música, essa seria o Canto Alegretense.  

Na apresentação, o Canto Alegretense foi executado da forma original em um resgate da história e das memórias do artista e da família:

Neto, o pai (Bagre Fagundes) e o Ernesto, como no antigo Grupo Inhanduy, cantaram como foi da primeira vez. Foi um momento emocionante para eles e o público.

Acompanhado de uma banda muito talentosa composta por Paulinho Fagundes (violão e guitarra), Miguel Tejera (baixo acústico e elétrico), Rafa Marques (bateria), Luiz Mauro Filho (piano), Matheus Kleber (acordeom) e Tuti Rodrigues (percussão), Neto destacou que escolheu pessoas talentosas, mas também envolvidas com a música gauchesca.

Eis alguns registros de momentos do show e de bastidores desse grande evento.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários