Alegrete recebe nesta quinta-feira o projeto Lendas Africanas no CIEP

O projeto Lendas Africanas nas Escolas, 2° Edição, foi contemplado pelo Edital FAC Movimento, e está sendo realizado com recursos do Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-cultura RS FAC – Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria do Estado.


A tour pelo do interior do Rio Grande do Sul traz duas peças que fazem parte do Lendas Africanas: Kiriku – a lenda do menino guerreio e Ananse – o primeiro contador de histórias.

Rotatórias deram mais fluidez ao trânsito e outras duas serão instaladas na Cidade Alta

Grupo de artistas inicia o tour por Alegrete

A cidade de Alegrete será uma das contempladas com o projeto. A entrada é gratuita nesta quinta-feira (24),às 15hs no CIEP.

“Desgarrada” descreve a eterna saudade da querência

Kiriku – a lenda do menino guerreiro

Além de Alegrete os municípios de Itaqui, Uruguaiana, Santiago, São Vicente do Sul, São Sepé, Formigueiro e Silveira Martins estão no tour.
As primeiras apresentações serão em forma de uma minitemporada na Fronteira reunidas nos dias 24, 25 e 26, respectivamente nas cidades Alegrete (Escola CIEP), Uruguaiana (Escola Dom Bosco e José Franscisco) e Itaqui (Teatro Prezewodowski).

As próximas serão dia 01 de abril em Santa Maria na Escola Edna May Cardoso e em São Sepé dia 7 de maio.
A fase de ensaios foi finalizada no dia 13 de março. Agora a equipe está animada para começar a temporada, para tanto ressaltamos que estão sendo tomadas todas as medidas protetivas para a prevenção da COVID-19, como a testagem de toda a equipe.

A peça Kiriku já foi assistida por mais de 7 mil crianças e adultos no Rio Grande do Sul, e os projetos anteriores já atenderam em torno de 50 instituições públicas de ensino de diversas cidades do estado. Já foi premiada/selecionada em 04 editais.

CIEP foi a escola contemplada do município

Passou pelas cidades: Bagé, Uruguaiana, Ijuí e Santa Maria, Santa Cruz do Sul, Passo Fundo, São Pedro do Sul e Dilermando de Aguiar”. Vem deixando um legado no interior do Rio Grande do Sul, visto que é, até onde temos ciência e notícia, o único espetáculo com relevância regional, que circula pelo interior do Rio Grande do Sul com temática africana/afro-brasileira e com maior parte do elenco de atores negros.

Lendas e histórias africanas em Alegrete


Já a peça “Ananse – o primeiro contador de histórias” vem gerando através de ações mais ampliadas, visto que é um espetáculo menor e mais prático de se apresentar, a disseminação de lendas e histórias africanas na forma de contação de histórias em escolas e feiras do livro do estado.

Esta peça já foi apresentada mais de 60 vezes em feiras de livros e contratação de escolas. O legado desse projeto e da peça Ananse é disseminar o conto africano nas instituições públicas, mostrando as crianças já na fase inicial de sua educação que não existem somente os contos europeus clássicos, mas que também há muitas histórias com outras estéticas e formas de pensamento e cultura.

Vários alunos já assistiram as exibições do projeto

Gerando, assim, o conhecimento da diversidade cultural que há no mundo, propondo a criança estar aberta a outras culturas que não são iguais a sua. Ananse já passou por mais de 30 instituições dos municípios de Santa Maria, Alegrete, Manoel Viana, São Gabriel, Dilermando de Aguiar, Ijui e Uruguaiana.

O Lendas Africanas na Escola: O projeto iniciou em 2018 idealizado pelos produtores Marcos Caye Lara e Karina Maia Dick, com a montagem da peça Ananse – o primeiro contador de histórias (com Karina e Marcos no elenco). A esta reuniram outras peças já existentes, todas com temática africana, a peça de contação de histórias Kiriku – a lenda do menino guerreiro (interpretada por Marcos) e a peça de mesmo nome em formato de espetáculo (com um elenco maior). Em 2019 o Lendas realizou 20 apresentações pelo projeto “Lendas Africanas na Escola”, que foi aprovado em 2019 pela prefeitura de Santa Maria, vindo desse projeto a ideia de construção deste. Já em 2019 reuniu-se ao projeto outra peça de contação de história A Lenda do Baobá e da Hiena (com atuação de Karina). Nossas três peças de contação de história podem ser vistas em formato audiovisual no site YouTube no canal Casa das Histórias.

Ficha Técnica

Produção e realização: Casa das Artes – teatro, circo e dança

Co-realização:
Laboratório K
Ateliê do Comediante
Teatro no Buraco

Assessoria de Comunicação: Casa das Artes e Laboratório K
Assistente de produção: Laboratório K

Peça “Kiriku – a lenda do menino guerreiro”
Elenco:
Filipe Cardoso – Kiriku
Gelton Quadros – Mãe de Kiriku
Laédio Martins – Avô e Tio de Kiriku
Marcos Caye Lara – Anciã da Aldeia
Zezé Vivian – Vizinha
Thainá Máximo – Karabá
Tatiana Vinadé – Guardião
Karina Maia Dick – Guardião
Sonoplastia – Bruno Schulz
Direção – Marcos Caye Lara

Peça “Ananse – o primeiro contador de histórias”
Elenco e direção:
Karina Maia Dick
Marcos Caye Lara

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários