Alegretenses podem observar eclipse lunar parcial nesta terça-feira

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O eclipse parcial coincide com a data que marca os 50 anos, em que três astronautas decolavam para conquistar a Lua.

Em Alegrete é possível observar este fenômeno a olho nu. O último eclipse lunar visível para os gaúchos ocorreu em 20 de janeiro deste ano. Ele foi total, mas a visibilidade foi prejudicada por conta das más condições meteorológicas. O próximo acontecerá em 5 de junho do próximo ano e será do tipo penumbral.

O território brasileiro está dentro da faixa do planeta com visão do eclipse lunar parcial desta terça-feira (16). O fenômeno acontece quando Sol, Terra e Lua se alinham nessa ordem e, assim, o planeta faz uma “sombra” na imagem do satélite natural. A fase da umbra, quando a sombra da Terra começou a ser observada na Lua, às 17h01 (horário de Brasília), e dura até por volta das 20h. O eclipse coincide com a data que marca os 50 anos, em que três astronautas decolavam para conquistar a Lua.

Saiba mais de acordo com artigo da Vogue:

Depois de revisitar o passado no último eclipse solar em câncer do dia 2 de Julho, chegou o momento de seguir em frente.

Mesmo quem não entende nada de astrologia pode perceber claramente alguma área da vida em que precisa evoluir. Câncer nos fez olhar para trás e foi possível perceber padrões comportamentais que nos atrasam. Foi possível enxergar o vitimismo e infantilidades para saber onde amadurecer.

Estamos com oportunidade de limpezas profundas durante o portal que se abriu entre dois eclipses neste mês de julho, ainda potencializado com alguma revisão em ação que Mercúrio retrógrado vem apontando até dia 1 de Agosto.

Eclipses sempre acontecem em pares, um solar e outro lunar. Nesta terça, às 18h38, a Lua dá início a fase cheia no signo de Capricórnio e acontece um eclipse lunar parcial, trazendo algum clímax, algum desfecho para o eclipse solar do início do mês.

Se naquele eclipse a Lua representando o inconsciente, encobriu o Sol; no eclipse lunar, a Terra se coloca entre o Sol e a Lua, oferecendo presença, consciência e força pessoal para atingirmos objetivos. Depois de olhar para o passado e a criança ferida, chegou a hora de virar adulto, compreendendo de fato que somos responsáveis por tudo que acontece em nossas vidas.

Apontar o dedo não é efetivo e estamos nos dando conta de nossas pirraças. Capricórnio vai disponibilizar esta frieza para encarar a verdade e nos dar autoridade. Mas também sem esquecer da ternura e sabedoria do coração que câncer lembrou.

Vamos aproveitar este momento de clareza mental para perceber o que este momento de clímax vai nos mostrar. E sentir sobre qual assunto este eixo câncer-capricórnio está trabalhando em nós.

Os ventos cósmicos nos pedem coragem para sermos nossa versão original. Com rédeas na mão, confiança e o coração aberto, limpar o medo e falsas seguranças indo de encontro ao caminho que é nosso.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •