Após reportagem do PAT, equipe da Inspetoria Regional coleta abelhas mortas para análise

O apicultor Ronei Franco disse que graças a primeira divulgção do PAT, da mortandade de abelhas de seis produtores da região do Parové, num total de mais de 60 mil abelhas, uma equipe da inspetoria veterinária regional esteve em Alegrete na última sexta-feira(22).

Técnicos coletando abelhas para análise
Técnicos coletando abelhas para análise

Conforme o produtor eles vieram fazer coletas de abelhas mortas para fazer análise da possível causa da morte.

A execução do jovem promotor de eventos chocou família e amigos

Técnicos coletando abelhas para análise
Técnicos coletando abelhas mortas para análise

-Nós corremos atrás, porque isso foi um crime ambiental e não podemos admitir que as abelhas que são os insetos mais importantes em toda cadeia natural sejam mortos assim, causando um enorme prejuízo não só aos apicultores, mas a toda cadeia produtiva, visto que elas polinizam as demais plantas.

O resultado desta coleta ainda não veio e Franco acredita que a partir disso poderão saber como agir.

Vida de Bombeiro; a missão de ser um dos profissionais que salvam vidas

Técnicos coletando abelhas para análise
Técnicos coletando abelhas mortas para análise

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários