Bairro Vila Nova, nas proximidades do IRMA, recebe limpeza

A Vila Nova, maior bairro de Alegrete, abriga o prédio do antigo Irma, em que apenas uma parte é ocupada com a Emei Ibirapuitã; as demais, estão sem uso. Abandonado, potencializa o acúmulo de pastiçal, sujeira e animais.

E com o entorno tomado por matagal e lixo, a comunidade e servidoras de uma malharia, solicitaram à moradora da Vila Nova, Vanda Dorneles, que ajudasse para que fosse realizada a limpeza daquele local.

Ela fez uma solicitação pessosal ao Secretário de Infraestrutura, Antônio Carlos Gomes, para que a área fosse limpa.

E, mesmo com tempo nublado e frio, Vanda informa que uma equipe de limpeza da Infra foi ao local e o trabalho está sendo realizado. Ela diz que tinha muito mato, o que favorece o aparecimento de animais; até mesmo um lagarto foi encontrado no espaço do Irma.

Rafhael deu adeus repentinamente; fica adiado o sonho de se tornar jogador de futebol

Lagarto dentro da área do Irma

Toda área interna e entorno do Irma está passando por limpeza para melhorar as condições até de segurança para quem mora nas proximidades do antigo Instituto Rural Metodista, em Alegrete.

Limpeza do Irma em Alegrete

Um enorme espaço que poderia servir para escola, oficinas e outros fins produtivos na formação de mão de obra está sem uso. O local, que foi exemplo de educação e formação de mão de obra em Alegrete, hoje mostra cenas de abandono.

Uma das salas do Irma

O Instituto Rural Metodista, criado pela Igreja Metodista, na Vila Nova, iniciou suas atividades na década de 60, com objetivo de abrigar menores da comunidade, alguns, órfãos ou que tivessem cometido pequenos delitos. O prédio abrigava cursos e alojamentos, onde crianças e jovens aprendiam um ofício e garantiam vagas de empego em empresas da cidade.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários