Bombas de arrozeiros drenam água acumulada na região do aeroporto em Porto Alegre

Bombas cedidas por arrozeiros ajudam na drenagem da água acumulada na região do Aeroporto Salgado Filho.

No esforço para tentar drenar a água acumulada na área do Aeroporto Internacional Salgado Filho, uma inciativa liderada por empresários do setor arrozeiro levou a Porto Alegre 10 bombas de alta capacidade.

Os primeiros sete equipamentos foram encaminhados à capital gaúcha no início da semana, pela indústria Agrimec, de Santa Maria. As bombas, originalmente utilizadas na irrigação de lavouras, são do modelo BCI 500 e de acordo com a empresa, operam acopladas a tratores.

Homem ameaça de morte ex-companheira e acaba preso pela BM

Ao menos dois equipamentos já estão em operação no entorno da Estação Bombeamento de Água Tratada (Embap) 6 do Departamento Municipal de Água e Esgotos de Porto (DMAE), que atende a região do bairro Anchieta, – uma com capacidade de sugar 500 litros por segundo e outra que alcança 800 litros por segundo. O objetivo é drenar a água do pátio da estação em até dois dias, permitindo que ela possa ser reativada.

Homem é roubado e agredido por ‘Detergente’ em Alegrete

A ação foi alinhada pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e diretores do DMAE. A solução em prática em Porto Alegre conta com o apoio do Instituto Caldeira e pode ser estendida a Novo Hamburgo e Canoas, municípios da região Metropolitana.

Com informações do Correio do Povo

Foto Fedearroz

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários