Caiaqueiros desafiam descida de 30 km pelo Rio Ibirapuitã em Alegrete e prometem ações ambientais
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

De uma conversa de dois amigos, surgiu a ideia de fazer um passeio de caiaque pelo Rio Ibirapuitã em Alegrete. O passeio teve um pouco de sofrimento, foram 30 km rio abaixo, trecho considerado de difícil deslocamento.

Um dos organizadores Luciano Brasil do Grupo Trilha Aventura juntamente com João Batista Gonçalves também componente do grupo de ciclistas fizeram diversos convites para os caiaqueiros da cidades, mas por se tratar da dificuldade, poucos toparam o desafio contou Brasil a reportagem.

Burocracia e regras esdrúxulas do INSS massacram trabalhador que precisa de perícia

No último domingo (10), um grupo de cinco aventureiros desceram o Ibirapuitã. Entre os caiaqueiros, dois ciclistas e mais 3 caiaqueiros nato enfrentaram os 40 graus do domingo e apreciaram as belas paisagens que o Rio Ibirapuitã proporciona no entorno da 3ª Capital Farroupilha.

Os caiaqueiros tiveram apoio de dois motoristas que fizeram o transporte dos caiaques até o local da largada, e apoio durante o deslocamento dos aventureiros. A saída foi na VRS-806 a 15km do centro da cidade e a chegada foi na rampa do Rio Ibirapuitã no Porto dos Aguateiros.

Ueslei, universitário da Unipampa, morre aos 23 anos

No decorrer do trajeto os aventureiros perceberam ao entrar no perímetro urbano, a quantidade de lixo as margens do rio, uma realidade muito triste, destacaram os caiaqueiros. Em virtude de ser um passeio, eles não puderam juntar o lixo, mas já está sendo organizado um evento para juntar um pouco do lixo despejado às margens do Ibirapuitã principalmente no curso do rio dentro do perímetro urbano.

Os caiaqueiros contaram com a hospitalidade do pessoal do Clube de Tiro Parceria que cederam gentilmente o espaço onde foi a largada da remada que durou aproximadamente 5 horas.

Júlio Cesar Santos


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •