Casal argentino atropelado, em Alegrete, se recupera bem

O casal argentino que foi atropelado na noite de ontem(31), já está retornando para casa, em Buenos Aires.

A informação e de um dos dirigentes do time do Independente, o alegretense Moisés Melo, que acompanhou a situação e prestou apoio aos hermanos. De acordo com Moisés, o homem teve um corte profundo na cabeça e a mulher ficou com escoriações e lesões. Os dois passaram por atendimento médico, na UPA ,e foram liberados na madrugada. Nesta manhã, com a eliminação da equipe do Independente do EFIPAN, o casal retornou para Argentina. “Foi um grande susto, no momento em que estava sendo socorrido, o argentino ficou um pouco desorientado devido ao impacto na cabeça” – comentou.

O atropelamento ocorreu na Avenida Tiaraju, na rótula em frente ao Butecão. Conforme registro, o condutor , de 80 anos, abandonou o veículo e fugiu a pé. Ele deve ter sido auxiliado por outra pessoas, pois não foi localizado, nas imediações, pela Brigada Militar.

Segundo relato de uma testemunha, o casal saiu do Butecão com uma pizza na mão. Assim que eles  iniciaram a travessia, da via, foram surpreendidos pelo Del Rey. Depois do impacto, o homem foi arremessado alguns metros e bateu a cabeça no cordão da rótula, já a mulher caiu e, conforme relato de um alegretense, o carro passou em cima das pernas.

Na sequência, o condutor de 80 anos tentou fugir e foi impedido pelo alegretense que estava saindo da pizzaria e visualizou o acidente. Como não conseguiu sair de carro, o motorista que está com a Carteira Nacional de Habilitação vencida desde 2016 e com licenciamento do carro vencido, saiu do Del Rey e fugiu a pé.

As demais pessoas que estavam no veículo ficaram no local e foram identificados, assim como o condutor. A Brigada Militar foi acionada, fez buscas, mas ele não foi localizado. Ele teria sido auxiliado por outra pessoa.O carro foi recolhido ao depósito do Detran. As vítimas pais de um dos jogadores do time do Independente que estava disputando o EFIPAN.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *