fbpx

Ciclista alegretense percorre 1,9 mil km de bicicleta para rever os filhos em Santa Catarina
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O ciclista alegretense Elder Von Ende concluiu mais uma de suas aventuras. Ele pedalou de Alegrete até a cidade catarinense de São José. O objetivo da viagem foi rever seus filhos que residem em Santa Catarina.

Para o leitor que está acostumado a viajar para as praias catarinenses partindo de Alegrete, já deve ter reclamado da distância. Seja de carro ou de ônibus o cansaço é inevitável e sempre acompanhado de muita reclamação pelo tempo. Estima-se que de carro a viagem dure pouco mais de 11 horas. Imagina pegar a bike e sair pedalando pela BR 290 rumo à capital catarinense. Foi exatamente isso que o ciclista alegretense fez. Em 4 dias ele veio de Santa Catarina até Alegrete, 943, 5 km pedalados. A ida foi mais demorada pela parada na casa do pai. Levou dois dias de Alegrete – Porto Alegre, descansou dois dias e de lá levou mais 24 horas para chegar até Floripa.

Em 2017 ele já havia ido até Florianópolis para visitar a filha que estava se formando. Dessa vez o ciclista foi especialmente rever o filho Thiago, que recentemente foi transferido para Santa Catarina e divulgar o ciclismo alegretense.

Elder saiu de Alegrete era madrugada do ultimo dia 2 de junho. A primeira parada foi em Caçapava do Sul onde pernoitou. No dia 3, às 21 h chegou na capital dos gaúchos. Fez uma visita surpresa para o pai de 93 anos.

No dia seguinte o aventureiro a bordo de sua bicicleta OGGI speed e uma pequena mochila no porta carga saiu de Porto Alegre. O GPS marcou 877,4 km e um total de 8.985 metros de elevação acumulada. Em 40 horas e oito minutos o alegretense chegou no seu destino. Os últimos 50 km foram pedalados ao lado do filho Thiago que foi encontrar o pai. Os dias 7 e 8 foi de festa para família Von End. Filhos, genros e noras reunidos degustaram um delicioso jantar na presença do ciclista.

No domingo (9), Elder já estava na estrada novamente. Ele saiu de Florianópolis às 6 da manhã e pedalou cerca de 347 km. A parada foi perto de Osório onde pernoitou. Revela que o vento ajudou, ou melhor empurro a viagem toda. O alegretense cruzou a ponte do Guaíba era meio-dia da última segunda-feira (10). A saída de Pântano Grande foi no dia 11, onde havia lanchado na noite anterior e foi convidado a pernoitar na casa do proprietário do estabelecimento comercial. Até então as paradas para descansar haviam sido feitas em pensões e pousadas ao longo do trajeto. Elder disse que aceitou tal a insistência do empresário.

No dia 11, o ciclista pedalou até Caçapava do Sul onde fez seu último pouso antes de chegar ao seu destino. Uma parada estratégica na fonte de água, onde está a Nossa Senhora Mãe de Deus, às margens da Br-290, ao meio-dia de quarta-feira (12). A parada, conta Elder, que foi para agradecer por toda a proteção que teve durante a viagem. Ele faz questão de frisar que tudo correu conforme planejou.

Mas a surpresa do ciclista foi logo que chegou na santinha. O amigo Valdecir Caetano havia saído de Alegrete para encontrar o aventureiro. Os últimos 70 km foram de muito riso, conversa e lágrimas.

A dupla chegou em Alegrete por volta das 14 h 30 min. Distante 15 km da cidade um grupo de ciclista do Trilha Aventura recepcionou o aventureiro que mais uma vez não conteve as lágrimas. “Agradeço por vocês irem me encontrar. Amizades que não tem preço. Obrigado gente”, falou Von Ende.

O grupo ainda posou para fotos na Praça dos Patinhos e de lá rumou para casa, onde a pequena Maryna, filha caçula estava aguardando o pai ciclista. Elder diz que a próxima pedalada é só questão de tempo. Destaca a importância de estar bem de saúde e inteiro para próxima aventura.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •