Conselho Agropecuário desenvolve projeto junto aos polos para evitar êxodo rural

O Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário tem um projeto para junto com parcerias ajudar as localidades rurais junto aos Polos Educacionais para saber das demandas de cada local.

A Diretora do Pólo do Angico, Quelen Zacarias, conversou sobre a realização do Dia de Integração do Polo, um projeto proposto pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário.
Pela importância da atividade rural para a estabilidade econômica e social do município, e a urgência em se frear o avanço do êxodo rural, o CMDA propôs o projeto de integração das comunidades rurais, explica Fátima Marchezan- produtora e presidente da Associação dos Arrozeiros.

O objetivo é levar à população rural, muitas distantes do centro urbano, informação e qualificação para que permaneçam no meio rural de forma sustentável econômica e ambientalmente. Ao melhorar o acesso à informação e à qualificação, potencializam-se as possibilidades de diversificar, otimizar a gestão da propriedade e mesmo empreender, destaca.

Levar serviços, qualificar pessoas com cursos que possam agregar ações às famílias, são ações para evitar o êxodo rural, afirma produtora.

O projeto tem um leque bem amplo, incluindo também os cuidados com a saúde mental de alunos, professores e produtores das varias comunidades rurais que venham a sofrer de depressão e outros sofrimentos.

O projeto piloto será no Pólo do Angico e conta com apoio da Prefeitura- Secretaria e Educação, Sindicato dos Trabalhadores e Sindicato Rural, Emater, Unipampa, IFFar que, através de um trabalho organizado com foco nas necessidades de cada local vai, aos poucos, ajudando cada comunidade rural responsável pelo trabalho de produção de alimentos.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *