Declaração do Imposto de Renda é prorrogada até 31 de agosto para os gaúchos

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2024 termina nesta sexta-feira (31), mas os moradores de 336 municípios do Rio Grande do Sul, que estão em situação de calamidade pública em função das enchentes no estado, terão até 31 de agosto para preencher o documento, conforme determinação da Receita Federal.

A tragédia no estado também fez com que a Receita adiasse o pagamento de tributos federais com vencimento em abril, maio e junho, que passaram para julho, agosto e setembro, respectivamente. Até o momento, 37.357.367 documentos foram enviados. Desse número, 20% têm imposto a pagar e 63% valores a receber. Se você ainda está atrasado, relembre pontos-chave para te ajudar na prestação de contas:

Camarotes são pichados e estão envoltos no matagal; uma ação do MP e uma CPI da Câmara estão em andamento

O que acontece com quem não declarar o IR 2024?

Para quem não enviar a declaração até as 23h59 de amanhã, a multa pode variar de R$ 165,74 (mesmo que não haja nada a pagar) até 20% do imposto devido. Caso o contribuinte não entregue o Imposto de Renda nem pague a multa, seu CPF pode ficar em situação irregular. A suspensão desse documento pode gerar diversos problemas, como contas bancárias bloqueadas, impossibilidade de fazer financiamentos, empréstimos, tirar passaporte, pedir cartão de crédito, participar de concursos públicos, entre outros. Para os gaúchos, esse prazo se estende até 31 de agosto.

Consulte aqui a lista dos municípios afetados que contarão com a extensão do prazo.

Fonte: Governo do RS e Rede Globo

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários