fbpx

Detento é condenado a mais 30 anos por homicídio no Presídio de Alegrete
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Tribunal do Júri da Comarca de Alegrete condenou no dia 1°, Rodrigo Silveira do Prado, o “Loló”, a 30 anos de prisão pela morte de Cássio Alexandre dos Reis (homicídio doloso qualificado).

Ambos estavam presos no Presídio Estadual de Alegrete, em novembro de 2017, quando o réu esfaqueou o outro detento. O motivo seria decorrente da disputa pelo tráfico de drogas. O julgamento foi presidido pelo Juiz de Direito Rafael Echevarria Borba.

Operação Papai Noel, da BM, vai reprimir a criminalidade nas ruas de maneira mais ostensiva

O crime ocorreu no pátio da casa prisional, quando Cássio tomava banho de sol. Segundo a denúncia, Rodrigo aproximou-se da vítima e o golpeou na altura do abdômen, no lado esquerdo do peito. Cássio foi socorrido pelos agentes penitenciários e encaminhado ao hospital, mas acabou falecendo no mesmo dia, em razão de hemorragia interna. Reis estava preso há três dias, pelo crime de tráfico de drogas.

O réu já possui condenações anteriores, por tráfico de drogas, furto e homicídio qualificado tentado. Cabe recurso da decisão.

 

 

 

Texto: Janine Moreira de Souza Assessora-Coordenadora de imprensa: Adriana Arend


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •