Dia do Quebrando o Silêncio é mais uma lei para barrar a violência doméstica

Em sessão plenária na última terça-feira, a Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei do deputado estadual Eduardo Loureiro (PDT) que institui o Dia Estadual do “Quebrando o Silêncio”. A proposta visa impulsionar a campanha educativa de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, realizada anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, sempre no quarto sábado do mês de agosto.

Este Projeto é uma ação realizada desde 2002, pela Igreja Adventista do Sétimo Dia e nasceu com o objetivo de chamar atenção para temas de relevância social. Em Alegrete foi sancionado como projeto de Lei Municipal n° 5.842 de 6 de setembro de 2017, e a iniciativa foi do Vereador Moisés Fontoura.

Moisés Fontoura destaca que estas ações são realizadas durante todo o ano, contudo, a comissão organizou uma semana de atividades para realização de palestras, caminhadas, reprodução de vídeos, curta-metragem e apresentação do Coral da escola. Nesse dia também são oferecidos atendimentos gratuitos psicológicos e serviços de saúde, além da distribuição de materiais educativos.

O vereador salienta que agora com a aprovação na Assembleia Legislativa do RS mais portas vão se abrir para que, cada vez mais este tema da violência doméstica seja debatido e enfrentado.

Na tribuna, o deputado Loureiro lembrou que são altos os índices de violência todos os dias nos lares de inúmeras famílias, atingindo principalmente mulheres, crianças e idosos, por isso a necessidade de ações educativas e de alerta como o “Dia do Quebrando o Silêncio”.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *