fbpx

Distanciamento Controlado: com risco alto de contágio, Alegrete está com 100% dos leitos em UTI Covid ocupados
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na 29ª rodada, o mapa definitivo do modelo de Distanciamento Controlado terá, a partir desta terça-feira (24), oito regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto). O Gabinete de Crise deferiu, na segunda-feira (23), cinco pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações regionais.

Assim, o Rio Grande do Sul fica com oito regiões em bandeira vermelha e 13 em bandeira laranja (risco epidemiológico médio). As bandeiras da 29ª semana são válidas até as 23h59 de segunda-feira (30). Devido ao alto número de bandeiras vermelhas, o governador Eduardo Leite apresentou o mapa em transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Brigada Militar doou brinquedos a centenas de crianças de Alegrete e Manoel Viana

Os pedidos de reconsideração das regiões Covid de Santa Maria, Guaíba, Caxias do Sul, Porto Alegre e Lajeado foram acatados pelo Gabinete de Crise. Por isso, permanecem em bandeira laranja nesta semana.

Apenas a região Uruguaiana não aderiu ao sistema de cogestão. Com isso, a região nem havia recorrido da cor da bandeira. A cidade de Alegrete está inserida na Região 03, e na 29ª semana do Distanciamento Controlado retorna para bandeira vermelha depois de três meses na laranja. O Município de Alegrete está com risco alto de contágio.

Ontem (23), foram registrados 42 casos positivos de Covid-19 e 15 casos recuperados. Já são 1.614 casos confirmados, com 1.122 recuperados, 472 ativos (457 em isolamento domiciliar e 15 hospitalizados positivos de Alegrete) e 20 óbitos.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de saúde do município, na noite de ontem, dos 15 internados, 7 estão na UTI Covid e 8 no hospital de campanha.

Vídeo: no limite do tempo, Bombeiro de Alegrete salva bebê de 5 dias engasgada enquanto mamava

O município já realizou 10.263 testes, sendo 8.591 negativos, 1.614 positivos e 58 pessoas estão aguardando resultado de exame. Em observação com síndrome gripal são 729 pessoas.

Conforme o boletim diário Covid-19, de segunda-feira divulgado pelo Hospital Santa Casa de Caridade, nos oito leitos em UTI Adulto, 5 estavam ocupados. Na UTI Covid, a ocupação era de 100%. Dos 10 leitos, 7 pacientes de Alegrete, 2 de Quaraí e um de São Francisco de Assis. No hospital de campanha, são 30 leitos e 11 deles estão ocupados. São 9 pacientes que tiveram a doença confirmada e dois aguardam resultado de exame.

 

Em Santa Maria, o pedido foi aceito porque a região tem taxa de ocupação de leitos de UTI abaixo de 80% e os indicadores regionais apresentaram variações de impacto razoável. A região havia sido enquadrada na bandeira vermelho devido à situação macrorregional, por causa dos indicadores de Uruguaiana.

O adeus precoce ao alegretense Fernando Nogueira Martins

Das 21 regiões Covid, apenas Uruguaiana, Bagé e Guaíba não aderiram ao sistema compartilhado. As outras 18 já adotam protocolos alternativos às bandeiras definidas pelo governo – Cachoeira do Sul, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo, Palmeira das Missões, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santo Ângelo e Taquara.

 

Na 29ª rodada, o RS tem 3.970.735 habitantes, o que corresponde a 35% da população gaúcha (total de 11,3 milhões de habitantes), em bandeira vermelha, distribuídos entre os 234 municípios (do total de 497) classificados como de alto risco de contágio de coronavírus.

 

Desses, 105 municípios (426.536 habitantes, 3,8% da população gaúcha) podem adotar protocolos de bandeira laranja, porque cumprem os critérios da Regra 0-0, ou seja, não têm registro de óbito ou hospitalização de moradores nos últimos 14 dias, desde que a prefeitura crie um regulamento local.

 

Além disso, do total de 263 municípios em bandeira laranja ( 7.358.870 habitantes, 65% da população do RS), 125 (724.390 habitantes, 6,4% da população em bandeira laranja) podem adotar protocolos de bandeira amarela.

Bugios estão cada vez mais invadindo casas próximas ao Ibirapuitã

Conforme regra definida na 28ª rodada pelo Gabinete de Crise, a abertura das escolas e a manutenção das atividades presenciais nos colégios não será interrompida com a classificação da região em bandeira vermelha durante uma semana. É necessário que a região ingresse na segunda semana consecutiva em bandeira vermelha para que as escolas não possam abrir em uma região ou, se já abertas, devam fechar.

Júlio Cesar Santos                                                 Foto: Alex Lopes


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •