Do Parové para Palhoça alegretense cresceu profissionalmente e leva Alegrete no coração

Participe da sessão Saudade do Alegrete, mande sua história para: email- redacao@alegretetudo.com.br. WhatsApp: 55 999287002.

Sergio da Silveira Severo

A saída do Parové para o litoral catarinense. Essa foi a busca do alegretense Sergio da Silveira Severo, nascido e criado no interior do município de Alegrete.

Porém, a sua Terra Natal está sempre muito presente pois aqui, viveu muitas histórias e também tem familiares e filhos.

Sergio da Silveira Severo

Sérgio que reside em Santa Catarina, disse ao PAT que está ansioso pelo mês de maio, este será o período de férias e, ele nem pensa em fazer algo diferente, além de vir para o Baita Chão.

“Quero ir para Alegrete matar a saudade desse rincão amado, onde me criei. A saudade é grande do sorriso largo que os gaúchos têm, da amizade, humildade, sinceridade e companheirismo de todos os amigos e familiares. Pessoas que estão sempre no meu coração e são a base para eu seguir firme, em frente.
Estou sempre acompanhado as notícias de Alegrete através do PAT, que inclusive acompanhou o acidente que meu filho sofreu alguns anos atrás, em que foi eletrocutado. Mas, hoje, graças a Deus está bem, porém, foi uma grande batalha que passei.

Sergio da Silveira Severo

Atualmente, ele trabalha no grupo Lima, em Alegrete. Eu, também, passei por uma cirurgia na coluna em 2015 e foi uma enorme luta, mas eu levo tudo como uma grande superação. Para mim, cada degrau que eu consigo alcançar é uma superação”- descreve.

Depois de muitas histórias vividas em Alegrete, em janeiro do ano passado, Sérgio saiu da empresa que trabalhou durante sete anos e resolve buscar novas oportunidades.


Dia 08 de janeiro de 2021 arrumou as malas e optou por Santa Catarina. Com 19 anos de experiência na área de combustíveis e derivados, procurou grandes empresas e chegou no posto da Havan, em Palhoça, onde destaca que foi bem recebido pelo Gerente e o Administrativo.

Sergio da Silveira Severo
Sergio da Silveira Severo


“Hoje, só tenho a agradecer a Deus por estar há mais de um ano trabalhando nesta empesa, buscando meus sonhos, meus objetivos e dando orgulho para minha família e meus filhos. Mas a saudade é grande, pois deixei para trás minha mãe Enecilda, que sempre me apoiou e fez de tudo para que eu fosse em busca dos meus sonhos, além dos meus filhos, Tainã que também sempre me apoiou e meu pequeno de cinco anos. Tainã inclusive me auxiliou a carregar minhas “coisas” no carro.

A forma de amenizar um pouco a saudade deles são as vídeoschamadas, mas parece pouco. Contudo, foi preciso sair de Alegrete para ter ascensão. Só tenho a agradecer a Deus pelas alegrias.

Sergio da Silveira Severo



Aqui, também, é um ótimo lugar de se morar. Estou muito feliz e não me arrependo de ter vindo para cá, inclusive já adquiri meu apartamento e projeto outras conquistas. E fui surpreendido com o convite de uma agência de modelos, logo serei um modelo quarentão. A única pessoa que eu tenho aqui, da família é a minha prima Tamires Severo. Ela é meu apoio.”- finaliza.

Participe da sessão Saudade do Alegrete, mande sua história para: email- redacao@alegretetudo.com.br. WhatsApp: 55 999287002.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários