Estudantes, do IFFar, bloqueiam RSC 377 em protesto aos cortes na educação

Na manhã desta terça-feira(13), estudantes do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) realizam protesto, pacífico, na RSC 377, em frente à Instituição. Em todo país acontece o Dia Nacional de Lutas em Defesa da Educação e da Previdência.

Conforme os integrantes do Grêmio Estudantil, essa é uma forma de mostrar à população as consequências da redução de recursos e os prejuízos à educação pública de nível superior. Na tarde de ontem(12), a reitora Carla Jardim, já havia publicado um vídeo falando da grave situação com os cortes realizados no orçamento e o risco real de uma medida drástica, de ter que parar a partir de setembro.

Os estudantes, que estão com cartazes e faixas, bloquearam a rodovia e estão liberando a cada cinco minutos. Neste período, eles conversam com os motoristas para expor a situação. “Receber a notícia de que o IFFar pode parar é muito grave” – falou Cacieli.

Essa é a terceira mobilização que ocorre contra as medidas do governo neste ano. Entre as demandas das manifestações, está a revogação do contingenciamento no orçamento das despesas discricionárias das universidades.  A série de mobilizações foi apelidada de “Tsunami da Educação”.

Desde o começo do ano, a pasta da Educação já sofreu 6,1 bilhões de reais em bloqueios, de um orçamento total previsto de 25 bilhões de reais.

Em relação ao “Future-se”,  a União Nacional dos Estudantes (UNE), que encabeça a organização dos protestos afirma que a proposta “ignora o problema imediato das universidades”, que estão sem recursos para cobrir as despesas, e diz que “sucatear as universidades é um dos passos para privatizar a educação pública”.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *