Falta de chuva prejudica produção de rosas no Caverá

O amor pela plantação e o cultivo de rosas veio desde pequeno com a família em Getúlio Vargas. E assim Silvio de Carlo Apolo Duarte continuou esta atividade aqui em Alegrete com a esposa e os filhos.

Silvio vendendo rosas no centro de Alegrete
Silvio vendendo rosas no centro de Alegrete

Plantação de rosas
Plantação de rosas

Mesmo com a seca, a família faz de tudo para tentar manter os canteiros em sua propriedade no Caverá. E o mais interessante é que o plantador de rosas, de todas as cores, tem seus clientes e ele mesmo faz entrega aqui na cidade.

Desafio: o difícil recomeço depois de 3 perdas na família por conta da Covid

Plantação de rosas
Plantação de rosas

Silvio conta que a falta de chuva está prejudicando a produção e não está conseguindo produzir as rosas de cores claras.

Produtor, vítima das queimadas, descreve as perdas na propriedade

Produção de rosas em Alegrete

Ele rega manualmente os canteiros, mas o sol e a falta de chuva castigam a atividade, diz que gostaria de ter condições para manter um sistema de irrigação, mas tudo depende de recursos que ainda não dispõe.

É comum ver o Silvio das “rosas” pelas ruas com os buquês para entregar a quem gosta da flor.

Em meio às dores de perdas e muitos anos depois, Ana está formada

Silvio vendendo rosas no centro de Alegrete
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários