Guri da Vila Nova é agenciado e sonha jogar profissionalmente por um clube de futebol

O neto do Seu Pitico, um dos grandes zagueiro do Tamandaré, segue firme e é só orgulho da família. Lucas é um dos destaques do Sub-20 do Aimoré.

Alegretense é agenciado pela Inova Sports
Alegretense é agenciado pela Inova Sports

O alegretense Lucas Porto Florencio é mais um daqueles jovens que sonha ser jogador de futebol profissional. O guri da Vila Nova arrumou as malas e foi em busca do sonho.

Lucas Florêncio zagueiro Aimoré
Lucas Florêncio zagueiro Aimoré

Os pais Daniel Augusto Prates Florencio e Catiuce Porto Florencio, não medem esforços para ver a realização do sonho do filho. A saudade é amenizada pelas fotos e notícias de Lucas.

Novo vírus com potencial pandêmico mata menino de 12 anos na Índia

O neto do Seu Pitico, um dos grandes zagueiros do Tamandaré, segue firme e é só orgulho da família. Lucas é um dos destaques do Sub-20 do Aimoré.

Joga na mesma posição do avô, zagueiro estilo xerife, mostra muita imposição técnica e já é o capitão da equipe de São Leopoldo.

Lucas treina forte em busca do seu sonho
Lucas treina forte em busca do seu sonho

Sua trajetória começou aos 9 anos nas quadras de futsal, e com 14 anos já havia decidido que seu futuro teria que ser jogador de futebol.

O alegretense teve passagem pela Chapecoense, PRS, Marau e atualmente é do Aimoré. Lucas é agenciado pela Inova Sports, empresa que já colocou o atleta de Alegrete em jogos pelo profissional do Canoas, Garibaldi e São Gabriel.
Daniel, relata a luta do filho pelo seu sonho e sente alegria em ver o guri focado em seu objetivo. “É necessário pagar um preço. A saudade aperta mas faz parte”, entrega o pai.
Atualmente Lucas está disputando alguns campeonatos e espera confiante ao próximo passo de sua carreira. “Com Deus, família e foco tudo vai dar certo. A sorte nem sempre me acompanha. Mas a fé nunca me abandona”, acredita o alegretense.

Família de Lucas Florêncio
Família de Lucas Florêncio


O irmão Danilo Augusto também fala da alegria em ver seu irmão brilhando e focado em seu objetivo. “Ele sempre gostou. Jogava aqui no pátio, no campinho. O dom dele é jogar futebol e isso está sendo lapidado graças ao empenho, força e determinação com que ele está trabalhando”, comentou Augusto.

Fotos: acervo pessoal

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários