Irmãos presos, no Querumana, por denúncia de abigeato já estão em liberdade

Os dois irmãos que foram presos na última segunda-feira(28), em ação conjunta da Brigada Militar através da patrulhas rurais de Alegrete e Rosário do Sul, assim como, as equipes da Polícia Civil (Decrab – Alegrete) e Rosário do Sul, já estão em liberdade.

Eles foram encaminhados ao Presídio Estadual de Alegrete no final da noite de segunda-feira e saíram pouco antes de 24h, na terça-feira(29). A soltura foi em razão de ter sido acolhida no pedido de defesa do advogado, Éder Fioravante, ao judiciário.

Os indiciados foram liberados após uma audiência de custódia conforme resolução 213/2015 do CNJ(Conselho Nacional de Justiça).

O PAT entrou em contato com o advogado de defesa Eder Fioravante, depois da informação da soltura dos irmãos, pois algumas das vítimas demonstraram descontentamento em razão das denúncias apresentadas contra os indivíduos, nesta ocorrência dos órgãos de segurança, enaltecida por elas.

Um deles, de 32 anos, foi indiciado por receptação(art-180) e receptação de animais(art-180-A – abigeato), já o outro de 26 anos foi indiciado por receptação(art-180) e receptação de animais(art-180-A – abigeato) e posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

De acordo com o advogado de Defesa, Eder Fioravante, durante a audiência de custódia foi solicitada o relaxamento das prisões, pois teriam ocorrido de forma ilegal, em virtude de que não havia mandado de busca e apreensão, tampouco, mandado de prisão contra os irmãos que residem no Querumana.

Também acrescenta que os dois irmão ainda podem responder, se forem comprovados os crimes no decorrer do processo, o Ministério Público vai oferecer a denúncia. Houve pedido de exames de corpo delito, para saber se houve algum abuso durante a abordagem.

Os irmãos que foram presos na ação integrada das policias civis e militares, têm um histórico de antecedentes, inclusive, um deles por homicídio.

No dia da prisão, algumas vítimas reconheceram produtos que foram apreendidos, além de animais que já foram restituídos aos proprietários.

A operação Querumana, ao ser realizada, provocou em muitos produtores a sensação de segurança e também de justiça pois estariam presenciando a prisão de dois indivíduos, que, segundos alguns, agiam de forma ameaçadora, por vezes, amedrontando as vítimas.

Na segunda ação dos policiais no endereço, mais animais foram restituídos às vítimas de furto/abigeato. Também foram encontrados na propriedade rural, pelegos enterrados e animais sem procedência que ainda permanecem no local.

O advogado, ressaltou que, um dos irmãos tem o talão de produtor e inscrição junto à Inspetoria Veterinária de Alegrete dos animais que são deles, mas alguns teriam sido comprados pelo outro indiciado de um produtor de Rosário do Sul, sem a procedência. Os materiais, apreendidos, seriam oriundos de compras através de uma página chamada de Facebrick.

No dia que iniciou a ocorrência, na segunda-feira(28), pela manhã, as equipes dos policiais, chegaram na propriedade rural, após muitas denúncias de furto/abigeato, também, de furto de produtos eletrônicos e demais materiais. Conforme consta no relato dos policiais, assim que os irmãos foram contatados, fraquearam a entrada dos órgãos de segurança que estavam acompanhados da Inspetoria veterinária de Alegrete.

Na revista ao local, os materiais sem procedência foram encontrados do mesmo jeito que os animais foram identificados pelas vítimas. Assim que os policiais localizaram os materiais, as armas, os pelegos e os animais, os irmãos teriam investido contra a guarnição e também, tentaram fugir, desta forma, foram algemados.

Ocorreu uma segunda ação no local, na manhã de terça-feira, onde mais animais foram restituídos e foi constatada a situação de precaridade em relação a cães do estabelecimento rural, sendo que dois tiveram que ser recolhidos ao Canil Municipal, pois apresentavam desnutrição e suspeita de cinomose.

Veja abaixo a lista dos materiais, armas e munições apreendidos.

1 gerador motobil
1 tv 32″ marca Philco
2 porcos

Animais bovinos estão aguardando a contagem total.

2 Roçadeiras marca stihl
1 esmeril marca motobil
1 motosserra marca stihl 180
1 makita modelo mcc400
1 esmerilhadeira marca bosch
1 furadeira marca bosch

Armas


1 revólver marca Rossi cal. 38, com 5 munições intactas – numeração suprimida.

1 revólver – cal. 22 marca Rossi, municiados com 7 munições intactas.

As armas estavam prontas para uso dentro da residência, em cima de uma geladeira.

1 rifle cal. 22 mod nylon 66, marca cbc,municiado com 11 munições intactas.

1 espingarda cal. 28 marca Rossi, municiada com uma munição intacta.

1 garrucha marca boito cal 32, municiada com 1 munição intacta.

As armas longas estavam enterradas ao fundo da casa de um dos acusados.

Munições apreendidas


2 munições calibre 38
2 munições calibre 32
4 munições calibre 28
11 estojos calibre 28
14 estojos de calibre 38
1 estojo de calibre 32

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários