Júlia realiza o sonho de escrever um livro aos 82 anos

Não importa a etapa da vida. Se o sonho acalentado por décadas for realizado, a meta foi alcançada.

Esta é a história da Júlia Oliveira Garay, 82 anos, que ainda quando morava no interior de Itaqui escrevia na terra suas poesias e dizia que um dia iria escrever um livro. E, mesmo tendo muito afazeres, na área rural, ela cresceu lendo tudo que via. Já adulta, aqui em Alegrete, começou a escrever num caderno, histórias de sua vida no campo e de sua infância.

A neta, Ingrid Garay Berriel, apaixonada pelas histórias da avó, a ajudou digitando tudo o que ela escreveu, e que se transformou no Livro – Rio Grande a Cascos de Cavalo, lançado na Feira do Livro do ano passado. A obra foi registrada na biblioteca nacional.

E, neste dia 12, por indicação da vereadora Maria do Horto Salbego a escritora ocupou o Espaço Regimental da Câmara de Vereadores quando falou um pouco de sua vida e deste sonho que realizou.

Além das poesias com temas de cavalos e outros, Júlia conta causos verídicos de sua vivência na infância, tudo com muito humor, que ela mesmo diz que ri ao ler. Uma das passagens é quando aprendeu a nadar, usando nos braços latas de doces que serviam como bóias.

A vereadora Maria do Horto Salbego elogiou dona Julia destacando a oportunidade dela realizar seu sonho e deixar registrado parte da história do RS. -Que outros também tenha esta visão e vontade desta senhora que é uma exemplo a toda família, elogiou.

Vera Soares Pedroso

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *