fbpx

Mulher é encontrada morta quase dois dias depois em Ibirubá; companheiro é preso em flagrante
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segundo a polícia, homem confessou ter matado a vítima na madrugada de domingo. As autoridades acreditam que ele tenha ficado com o corpo dela cerca de 40 horas dentro de casa.

Uma mulher foi encontrada morta dentro de casa em Ibirubá, no Noroeste do Rio Grande do Sul, na noite desta segunda-feira (23). A vítima foi identificada como Joice Pereira Flores, de 32 anos.

O caso foi registrado pela polícia como feminicídio e o principal suspeito é o companheiro da vítima, um homem de 32 anos, que foi preso em flagrante. A delegada responsável pelo caso, Diná Rosa Aroldi, relata que a Brigada Militar foi acionada por uma amiga da vítima.

“Quando a BM chegou encontrou a mulher morta numa cama e um cara sentado no sofá da sala, em frente ao quarto. A BM falou com o cara e ele disse que tinha matado a mulher na madrugada de domingo”, afirma.

A polícia acredita que Joice foi morta por volta das 4h. De acordo com a delegada, o cheiro na casa já era muito forte.

“Uma amiga dela tentou falar com ela no sábado. Na madrugada de domingo, ela mandou um WhatsApp pra amiga, mas a amiga não visualizou. A última visualização [da vítima] foi perto das 4h, por isso acreditamos que mais ou menos foi a hora da morte. Quase 48h que ela estava morta”, diz. Segundo o relato do suspeito, o casal teria tido uma briga na noite de sábado (21).

“Ele [alega que] foi dormir e quando acordou ela estava com uma faca já cortando os pulsos dele, daí ele pegou a faca e matou ela com uma facada no pescoço”, conta a delegada. O homem disse ainda à polícia que após o crime tentou se matar fazendo uso de medicação.

De acordo com as autoridades, o casal tinha um relacionamento há 5 meses. Joice deixa 4 filhos, nenhum com o suspeito. Uma menina de 15 anos e um menino de 10 moravam com os pais. Já os filhos menores, duas meninas, de 6 e 4 anos, moravam com ela, mas não estariam em casa no momento do crime.

O suspeito não tinha antecedentes criminais e foi encaminhado ao presídio de Espumoso.

Corpo de mulher foi encontrado 40h após ser morta, segundo polícia — Foto: Andrei Grave / Rádio Cidade

Corpo de mulher foi encontrado 40h após ser morta, segundo polícia — Foto: Andrei Grave / Rádio Cidade

Fonte: G1


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •