“Na Cara do Gol”, livro de alegretense narra histórias nos campinhos

Tempo esse, em que a turma da zona era parte fundamental na formação do caráter de um menino de cidade pequena, e em que as rivalidades com as turmas de outras zonas eram resolvidas nos campos de pelada, os famosos campinhos.

Menor de 15 anos, dirigindo carro irregular desde 2016, foi apreendida no Bairro Prado

Diferenças enormes foram motivos de disputas em partidas memoráveis entre zonas rivais naquela época, e eram parte integrante da conversa dos guris de então, sessentões de agora, nos bate papo do dia a dia.
Todas essas boas lembranças foram o motivo do alegretense Newton Santos Rodrigues, ter aproveitado o retiro forçado da pandemia para reunir as muitas histórias pitorescas daquele tempo e escrever um livro em que narra passagens dos meninos de então.

Golpe no Instagram vende produtos das vítimas

O autor, que é agropecuarista tem 63 anos e viveu esse tempo a pleno. Num segundo momento do livro já na década de 70, o menino vai se transformando em rapaz, e se muda para Porto Alegre onde vai continuar os estudos.

Ele sai do Alegrete, mas o Alegrete não sai dele, pois enturmados com outros desgarrados na cidade grande continuam protagonizando histórias curiosas, na maior parte das vezes nas arquibancadas dos estádios do Internacional e do Grêmio, onde muitos fatos engraçados aconteceram.

“Juízes” plantonistas das redes sociais precisam de mais sensatez e empatia


Agora, com o livro pronto, após ter feito o lançamento em Porto Alegre no Mercado Latitude e no Brechó do Futebol, neste inclusive com a participação do jornalista Cléber Grabauska, Newton pretende fazer uma rodada de lançamentos em Alegrete.

Lançamento na capital teve boa aceitação

Em conversas com o restaurante La Parilla, com o Bar do Tio Bola/veggiepampa, e com o galeto Q-brasa, o autor pretende agendar as datas em breve. O Coletivo Multicultural de Alegrete foi contatado e deve estabelecer uma data para uma sessão de autógrafos.

Em resumo, são histórias de um guri que viveu em um tempo, cresceu, e agora começa a contar um pouco do que viu e do que viveu.

Fotos: reprodução

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários