Poderá ocorrer desabastecimento de alguns hortifrutigranjeiros em Alegrete

Com bloqueio em várias estradas gaúchas, devido as chuvas no Estado, legumes e verduras produzidas nas regiões mais atingidas como vale do Taquari, Serra e Central não estão chegando à Ceasa em Porto Alegre. Muitos caminhões que abastecem na Central e se dirigem para distribuir esses alimentos no interior estão à espera no local.

Relato de um Agrônomo, que trabalha na Ceasa, é de que já estaria com pouca oferta a cenoura, beterraba, tomate e batata inglesa. Verduras também correm risco de faltar, conforme o profissional, porque softem muito com o excesso de chuva. Além dos problemas nas estradas, que impedem o transporte, a produção desses alimentos, foi afetada com os temporais e a tendência é que fiquem escassos e possam ter aumento aos consumidores. O Estado pode comprar de outros locais e isso acarreta frete que, por sua vez, também será repassado aos preços dos produtos.

Estrago das últimas chuvas em estradas é gigantesco, diz Márcio Amaral

Os produtores familiares de Alegrete, que produzem hortifrutigranjeiros dizem que o excesso de água prejudica a qualidade de todos os produtos e afeta a produção, com isso a tendência é subir o preço. Aqui eles vendem em feiras na Praça, nos quartéis e escolas.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários