Preso por estupro de enteada, homem é indiciado pelo mesmo crime contra irmão da vítima, de 4 anos, em Charqueadas

Suspeito, que já estava preso e condenado a 24 anos de reclusão pelo estupro da irmã do menino, teve a prisão temporária decretada por este novo caso.

Preso por estupro de enteada
Preso por estupro de enteada

Um homem foi indiciado nesta segunda-feira (20), em Charqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, pelo estupro do enteado em 2020, quando o menino tinha quatro anos. Desde 2021, o investigado já cumpre pena de 24 anos de reclusão pelo estupro da irmã da criança, que tinha nove anos na época do crime.

O delegado Marco Schalmes relata que, há dois anos, a companheira do homem levou a menina à delegacia, junto ao Conselho Tutelar, após a criança ser diagnosticada com herpes genital. A polícia aprofundou a investigação e obteve a confissão do homem. Ele foi preso e sentenciado em 2021.

Após a prisão, ainda no ano passado, o menino, que na época do caso não verbalizava muito bem o ocorrido, amadureceu e contou para a mãe que também havia sido vitima de abusos sexuais. De acordo com Schalmes, as condutas eram graves e foram comprovadas com profundidade.

“Enviamos para avaliação psíquica, agora com seis anos, e o IGP [Instituto-Geral de Perícias], através dos seus peritos, constatou a veracidade dos fatos narrados pelo menino”, afirma.

O suspeito foi indiciado por outro crime de estupro de vulnerável e teve a prisão temporária decretada. “Já indiciamos, tem denúncia e possivelmente vai ser condenado por mais esse crime. Caso ocorra uma sentença nos mesmos moldes, ele vai ter uma condenação somada próxima dos 50 anos”, observa o delegado.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários