Sem luz há quase uma semana, produtores dos assentamentos registram grandes prejuízos no armazenamento de alimentos

As comunidades dos assentamentos Unidos Pela Terra e Novo Alegrete estão sem o fornecimento de energia elétrica.

São mais de 60 famílias dessassistidas, sendo que já foram feitos inúmeros contatos com a empresa responsável, a RGE, e até agora ainda estão sem resolução . Os agricultores já fomos penalizados pela tragédia que se abateu no RS com perda de lavouras que seria a renda de subsistência, já perderam animais, e agora estão perdendo a produção de leite, pois não é possível armazenamento, e inclusive estão prestes a perder matrizes por falta de esgotamento total, gerando mastites e outras doenças, disse Nilza Azevedo do Unidos pela Terra.

Alegretense em intercâmbio na França e Irlanda revela angústia com a situação do RS

As famílias dos assentamentos de Alegrete também estão sem água, pois as cacimbas são longe e sem energia não conseguem abastecer as caixas de armazenamento. Eles ainda enfrentem dificuldades permanentes que é de acesso, pois ficaram ilhados, por dias. Sempre que há enchentes ocorrem sérios problemas, pela falta de cabeceiras mais altas numa ponte, o que já acarreta grandes prejuízos no recolhimento do leite obrigando a empresa fazer um desvio de 60 km para chegar em parte dos produtores.

-Não sabendo mais a quem recorrer diz Nilva Loeci Azevedo representante das famílias, desabafa. – Peço socorro aos órgãos que possam nos ajudar, já avisamos que nossas famílias desta vez não vão ficar caladas, precisamos ser ressarcidos pelos prejuízos, lamenta a produtora.

O representante da RGE na região diz que já encaminharam providências para resolver o problema daquelas comunidades.

Se inscrever
Notificar de
guest

0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários