Sindicato da Alimentação fecha negociação de dissídio dos trabalhadores em Alegrete

O Sindicato da Indústria da Alimentação fechou dissídio coletivo de setores importantes da economia de Alegrete em negociação, em Porto Alegre, na Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação- CNTA.

Marcos Rosse, presidente do Sindicato da Indústria da Alimentação, diz que fechou dissídio do Marfrig com reposição de 4% em cima do salário base dos trabalhadores ( 1.327,99) da Empresa com data base em julho.

Já para os trabalhadores da alimentação em geral, padarias e confeitarias, o sindicalista diz que conseguiram uma reposição de 5% em cima do salário base que é de 1.269,oo  A data base destas categorias é em junho.

A negociação nunca é fácil, diz Rosse, porque a economia, dizem, está encolhida, mas nos peleamos até o final sem tirar nada das cláusulas de nenhuma categoria, já conquistada antes.

A reposição de todos os salários será paga no salário de agosto para receber em setembro, retroativo, explica Rosse. A presença do Sindicato é fundamental, por isso os trabalhadores devem saber disso e participar das lutas e conquistas, salienta.

Vera Soares Pedroso

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *