Velocidade e adrenalina estão no DNA do alegretense Pablo Santos

Confira a entrevista com o piloto alegretense de arrancada Pablo Santos.

Pablo Santos Rei das Pistas
Pablo Santos Rei das Pistas

O alegretense Pablo Santos é apaixonado por velocidade. As primeiras aceleradas foram num Palio 1.0, da sua mãe, que ele corria na pista de terra no Refazenda.

Ele participou dos eventos em frente do Parque Lauro Dorneles na categoria 1.0, passou para arrancadas com uma moto YBR, com participações em vários lugares.

O gosto pela velocidade fez ele comprar um Passat aspirado carburado, cor verde, apelidado de Caturrão. “Fui muito feliz na época, participei de várias corridas com ele em Alegrete, Itaqui e Rivera.

Pablo Santos Rei das Pistas
Pablo Santos Rei das Pistas

A partir daí mergulhou na vida racing. Do Passat turbo, comprou um Gol azul 77 e, pela primeira, vez andou numa competição em autódromo, que era um sonho. “Andei bem, mas ainda não era competitivo. Pensei em parar, mas a minha esposa Carol me incentivou a não desistir de um sonho de guri que era ser competitivo entre os melhores. Uma coisa muito difícil até mesmo por morar em Alegrete”, destaca.

Pablo diz que o município não tem mão de obra racing e qualquer coisa que precise fazer tem que ser fora. “Não temos uma loja na cidade, um lugar que comporte um carro desse porte”, explica.

O sonho de andar no Velopark foi realizado e ele foi mais além. Sagrou-se campeão do Desafio Racing. Pablo dedica a vitória a sua esposa que não mede esforços para estar ao seu lado nas competições e ao amigo e preparador de carros, Bruno Jardim, o responsável pelo carro.

Pablo alinhado pelo amigo e mecânico Bruno
Pablo alinhado pelo amigo e mecânico Bruno

“Sou privilegiado de ter uma equipe nota mil, a Garagem Motors, a empresa Play Parts que não medem esforços para ver o carro andando e vão juntos comigo nas corridas. Sem falar na minha mãe Nídia dos Santos, que toda hora fica chamando no WhatsApp para saber como está o carro. Nas competição ela não vai mas fica olhando as corridas ao vivo pela transmissão. Sem essas pessoas eu não ia conseguir chegar ao nível que estou hoje”, descreve.

Pablo e sua mãe Nídia, torcedora Nº1
Pablo e sua mãe Nídia, torcedora Nº1

Pablo conquistou uma competição nas Missões na tradicional pista do Xanadu Eventos, ele foi consagrado o Rei da Pista ganhou tudo que tinha para ganhar. Em Tarumã, no Rei da Pista, ele largou na primeira passada e entortou uma válvula. Quando isso acontece dificilmente o piloto volta para pista.

O alegretense voltou para pista só com 3 cilindros funcionando e obteve classificação para os mata mata em 4º lugar e no domingo foi até as quartas de final, até o motor não carregar mais a turbina, mas o detalhe foi que o motor não quebrou. “Foi inacreditável, mas aconteceu comigo”, relata.

Foi com esse apaixonado pela velocidade que o Portal Alegrete Tudo conversou. Confira os principais trecho da entrevista:

Portal: De onde tu herdou esse gosto pela velocidade ?

Ah, eu herdei esse gosto da Dona Nídia, minha mãe. Ela gostava da velocidade, foi ela que me ensinou a dirigir

Portal: Tu já acelerou nas maiores pistas de arrancada do RS, qual foi a velocidade máxima que alcançou ?

Sim, já andei em todas. A velocidade máxima que atingi nos 201m da pista foi 220km/h no Velopark.

Arrancada nos 201 mts
Arrancada nos 201 mts

Portal: Entre tantas conquistas até aqui. Qual a que mais tu destacaria e por quê ?

Eu destacaria a conquista do Velopark, sem dúvida. Porque é um sonho de todos andar naquela pista,. Estamos falando da melhor pista da América Latina, agora tu imagina o cara sair de Alegrete pra andar lá, entre os melhores e ser campeão ainda. Sonhei muito com isso.

Portal: Citaste que Alegrete carece de mão de obra para carros de corrida. Mas aqui tivemos uma pista de arrancada. Quais as chances de reativar esse local para arrancadas ?

Mão de obra para parte mecânica nossa cidade tem, tanto é que o preparador que faz o #77 é de Alegrete, o Bruno da Garagem Motors e tem outros mais na cidade que também são competentes. O que a gente não tem é o restante, tipo alguém que trabalhe com alumínio, fibras que faça uma estrutura de um carro. A gente não tem uma loja para comprar peças racing acredito que quanto à pista, ela não volta mais.

Pablo Santos em mais uma conquista
Pablo Santos em mais uma conquista

Portal: Atualmente a cidade apresenta um número elevado de acidentes de carros. A que tu atribui esses casos no trânsito ?

Difícil de responder. O trânsito em Alegrete é muito complicado porque nas vias não consegue andar 2 veículos numa avenida que dá para 3 ou 4 carros. Fizeram uma ciclofaixa na Zona Leste e as pessoas andam do outro lado. Chega até ser engraçado isso, mas infelizmente é a nossa realidade.

Portal: Como está o movimento em Alegrete. Existe uma mobilização dos pilotos em fazer a modalidade crescer ?

Atualmente só tem dois carros andando. O #77 e o #46, eu e o Bruno. Temos esperança que saia algum evento depois que tudo se normalizar na pista de eventos. Ali é um excelente lugar para a prática do esporte. É muito seguro andar ali.

Portal: O Gol #77 vai aposentar, vem aí um novo projeto com tração traseira. Que história é essa ?

(Risos)…. aposentar o #77 jamais. Ele vai tirar umas férias, ano que vem ele volta com uns Upgrade. Agora vamos se dedicar especialmente no #399, um chevette com motor Ap. Vamos andar na TST turbo street traseira. Vai ser um grande desafio para mim tocar esse carro eu que nunca na vida andei de tração traseira estamos ansiosos para a estreia que será em breve .

Portal: Qual o segredo para ser um bom motorista no trânsito ?

Acredito que tem que se cuidar e cuidar dos outros no trânsito, assim se consegue evitar muitas coisas.

Portal: Que mensagem tu deixaria para aqueles que alimentam um sonho como tu tinha quando guri ?

Nunca desista dos seus sonhos. Pode demorar mas você vai chegar lá. Desistir pra mim nunca foi opção. Eu nem penso nessa hipótese pra mim ela não existe.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários