Aristeu Santos Paim, ex-ferroviário e atleta, morre aos 86 anos

Na noite de ontem, 19 de junho, faleceu Aristeu Santos Paim aos 86 anos. Internado há mais de uma semana na Santa Casa de Alegrete após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), Aristeu deixa um legado tanto no setor ferroviário quanto no futebol.

O aposentado dedicou boa parte de sua vida profissional ao Porto Seco de Uruguaiana, considerado o maior da América Latina. Ele dividiu seu tempo entre Uruguaiana e Alegrete, além de conhecer inúmeros municípios ao longo de sua carreira como metalúrgico, contribuindo na construção de diversas pontes e poços artesianos.

Grupo de alegretenses faz ponte cultural entre a terceira capital farroupilha e Parintins no Amazonas

No futebol, sua trajetória é marcante. Aristeu iniciou no juvenil do Flamengo e posteriormente atuou como profissional no Guarani, onde conquistou vários títulos. Durante sua carreira, conheceu muitos jogadores importantes que passaram pelo Estádio Farroupilha e outras cidades. Ele também jogou no time amador Brasil – Ferroviários.

Conhecido como Tuca, ele é lembrado por sua contribuição ao futebol e pelas histórias que colecionou ao longo de sua vida. Aos 83 anos, ele enfrentou o desafio de andar de bicicleta, visto que sua carteira de habilitação não foi renovada devido à idade, porém, sua caminhonete D-20 dos anos 80 permanece no pátio de sua residência como uma relíquia.

Ele viveu intensamente e era um garoto cheio de vitalidade”, destaca um dos filhos, Ricardo Paim. Viúvo, ele deixa seis filhos e netos.

As últimas homenagens a Aristeu Santos Paim estão sendo prestadas pela Funerária Angelos, na Rua Daltro Filho, 220, Centro. O sepultamento ocorrerá às 16h desta quinta-feira, 20 de junho, no Cemitério Municipal de Alegrete.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários