As doçuras da alegretense que fazem sucesso no Rio Grande

Compartilhe
  • 942
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    942
    Shares

A alegretense Grazieli Iarto Ozório, é daquelas que está sempre criando, recriando e em plena pandemia do novo coronavírus ela não para de criar ou melhor adoçar o paladar das pessoas.

Instrutora chef, confeiteira e estudante de marketing, atualmente ela reside em Santa Maria com a família, saiu de Alegrete no ano de 2007.

A reportagem do Portal Alegrete Tudo conversou com a sorridente alegretense que logo de cara, se disse surpresa com a entrevista e logo disparou: – Adorei o convite e agradeço muito a lembrança.

A trajetória profissional iniciou tão logo partiu da sua cidade natal, decidida a conquistar novos horizontes, ela não titubeou em arrumar as malas e deixar Alegrete.

Junto com o esposo, Cláudio Ozório, também de Alegrete, eles foram morar em Venâncio Aires, logo após trocarem alianças.

Lá, ela trabalhou em uma escola profissionalizante dando aulas de Contabilidade, formada na área em 2006. Grazieli também teve a oportunidade de gerenciar uma fábrica de produtos de limpeza, exercendo os conhecimentos do curso técnico de Processamento de Dados, concluído na URCAMP/Alegrete em 2001 e do início do curso de Administração de Empresas na mesma instituição.

Foi em 2008, que ela deu início aos estudos de Confeitaria e Doceria, área que transformaria de vez a vida da alegretense. “O campo é amplo, então me especializar em doces para festas era meu foco”, conta ela.

Depois de muitas receitas e muito testes, acabou montando seu próprio cardápio e no final de 2008, decidiu junto com o marido se mudar  para Santa Maria.

Em 2009, abriu uma empresa de doces, estudando bastante para desenvolver doces finos. A proposta era servir formatos diferentes e produtos de qualidade. Isso tudo num tempo onde não se tinha à mão a facilidade de utensílios, “Fôrmas e treinamentos que encontramos atualmente”, explica.

A alegretense aprendeu que criatividade era o nome do meio dos confeiteiros e doceiros, e daí o sucesso do negócio foi questão de tempo.

Com iniciativa, pouco dinheiro e muita ajuda do esposo, que definiu o perfil de clientes e anúncio para o público, a empresa cresceu.

Com receitas definidas, decididos os formatos e sabores dos doces, ela começava a servir em muitas festas pelo Estado do RS.

Recepções lindas com mesas de doces assinadas pela alegretense, adoçaram o paladar de muitos. “Período exaustivo, mas muito prazeroso e gratificante. Com certeza foi uma escola”, conta Grazieli.

Em 2018, ela resolveu cursar a faculdade de Gastronomia. Paralelo a isso iniciou a ministrar os cursos de brigadeiros e doces finos, além de prestar consultorias para empresas, formulando cardápios de sobremesas e dando treinamento para a equipe de confeiteiros.

Ela ensina o que durante 10 anos vivenciou na sua cozinha. “Formar até 4 turmas por final de semana e ensinar vários iniciantes e profissionais da área é uma realização”, destaca.

Com a chegada da pandemia, Grazieli com orgulho das suas próprias raízes está se reinventando mais uma vez.

Decidiu iniciar a faculdade de Marketing e em seguida já vai lançar mais um projeto aliado aos gostosos brigadeiros e doces finos de dar água na boca.

https://www.facebook.com/grazieliozoriodocesfinos/

Júlio Cesar Santos                                    Fotos: acervo pessoal


Compartilhe
  • 942
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    942
    Shares