Até 2030, o câncer será a principal causa de morte em todo o mundo

Alguns locais, como o Rio Grande do Sul, vão enfrentar essa estatísticas ainda antes.

Simpatia é doar algum recurso para alguma boa causa. Empatia é  reproduzir o sentimento de necessitar daquela ajuda. Compaixão é fazer alguma coisa prática para contribuir. O dia 27 de novembro é o Dia Nacional de Combate ao Câncer. A data foi criada para ampliar o conhecimento sobre as formas de prevenção e de tratamento da doença, sensibilizando todos a efetivamente fazer ações para modificar cenários e salvar vidas. Imensa literatura médica mostra que medidas simples como fazer atividade física regular, adotar alimentação rica em fibras, reduzir consumo de álcool, não fumar e evitar exposição solar excessiva, possam evitar até 40% das mortes precoces pelo câncer. Não se deve esperar sintomas ou ter história familiar para entender que prevenção e detecção precoce são vitais. Cabe, também, construir estímulos institucionais – públicos e privados – para que essas medidas sejam adotadas. Pouco efeito se produz em se alertar as pessoas e não se criar formas práticas de acolhê-las e ajudá-las a atingir essas metas.

Até 2030, câncer será a principal causa de morte em todo o mundo. Alguns locais, como o Rio Grande do Sul, vão enfrentar essa estatísticas ainda antes. O custo crescente atribuído ao câncer – pelo aumento da prevalência e preços incrivelmente caros dos medicamentos – é mais um motivo de preocupação. Educação é elemento fundamental nessa equação. Escolas devem ser incluir o tema em sua grade, inclusive para provocar reflexões sobre soluções. Belíssimas iniciativas com o Lenço Solidário e Correio Fraterno mostram como ações simples podem mudar a percepção de uma doença, por mais grave que seja, porque ajuda cada paciente e injeta esperança na capacidade de compaixão do ser humano.

Se não adotarmos estratégias imediatas, a doença entra na casa de cada um de nós de forma mais devastadora. A boa notícia é que o ser humano tem qualidade para mudar isso.

 Leia mais artigos de Opinião

Fonte: Gaúcha/ZH

Compartilhe
  • 121
  •  
  •  
  •  
  •  
    121
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *