Denúncia: pessoas com suspeita ou positivadas para o coronavírus estão saindo às ruas em Alegrete

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Nos últimos dias, a reportagem do PAT tem recebido, com frequência, denúncias de pessoas que teriam testado positivo ou que estariam com suspeita da Covid-19 e que não estariam respeitando a quarentena.

Esses contatos têm sido feitos com uma certa frequência, principalmente, por parte de estabelecimentos, como supermercados, lotéricas e também em via pública. A informação é de que algumas pessoas não estão respeitando o isolamento domiciliar e circulam pelo centro sem muita preocupação. Todas as denúncias são realizadas de forma anônima, mas quem as faz, demonstra uma grande preocupação. Dentre algumas, uma moça disse que a pessoa que estaria afastada do trabalho, em razão de um caso positivo na família, foi vista em uma fila, no centro. ” Acredito que possa até mesmo dar negativo o resultado do exame, mas essa pessoa sabe que deveria estar em quarentena” – comentou. Outro caso é de um homem já com o diagnóstico positivo para a Covid-19, estava fazendo compras no centro, ele foi flagrado por uma vizinha que é sabedora da sua situação. Ela cobrou responsabilidade dele, mas o homem disse não sentia nada e estava respeitando o distanciamento.

 

A situação demonstra que é preciso ter mais atenção e, segundo as denúncias, nem todos estariam cumprindo a quarentena. São vizinhos, colegas e amigos que relatam que os positivos estão caminhando, indo em banco e até supermercado.

Sabe-se que muitas pessoas podem estar assintomáticas. Ainda assim, não se sabe qual é a capacidade de transmissão do novo coronavírus pelos infectados.

Há evidências que sugerem que pessoas com sintomas são mais infecciosas, mas a doença pode ser transmitida antes dos sintomas começarem a se desenvolver. Por esse motivo, a quarentena deve ser respeitada, é imprescindível que essa seja cumprida como orientação da própria Secretaria de Saúde.

Existem três tipos de situações em relação aos sintomas:

  • Pessoas com sintomas – pessoas que têm diagnóstico positivo para o vírus e apresentam sintomas, como tosse, febre, falta de ar;
  • Pessoas pré-sintomáticas – pessoas que estão com o vírus e ainda não apresentaram os sintomas, mas nas quais esses sintomas vão aparecer mais para frente;
  • Pessoas assintomáticas – pessoas que estão com o vírus e não apresentam sintomas em nenhum momento.

Pessoas sem sintomas podem tanto ser pré-sintomáticas (que ainda não desenvolveram sintomas) quanto assintomáticas (que nunca terão sintoma nenhum). Mas essa diferenciação é muito difícil de fazer porque não há como saber se a pessoa vai desenvolver os sintomas no futuro ou não, explicam os médicos.

Além disso, segundo a OMS, quando se analisa mais detalhadamente muitos dos relatos de pessoas contaminadas e sem sintomas, percebe-se que, na verdade, elas tinham alguns sintomas leves que passaram despercebidos.

Em uma entrevista ao PAT, Dra Marilene Campagnollo disse que há um período específico para que o teste seja realizado. Não é simplesmente sair testando todas as pessoas. São no mínimo dez dias depois dos primeiros sintomas ou em caso de suspeita de familiares contaminados. Caso contrário, pode ocorrer um falso negativo. Fica mais uma vez, o apelo para que haja conscientização de todos.

Em contato com a Secretária de Saúde do Município, Bianca Casarotto, ela destacou que o mais importante é que as pessoas façam as denúncias junto à Secretaria. Somente assim, poderão identificar e verificar se realmente essas pessoas não estão cumprindo com o isolamento domiciliar. Até o momento, nenhum caso foi identificado pela Secretaria de Saúde.


Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •