Falta de qualificação ainda é um entrave para ocupar vagas em Alegrete

O Sine de Alegrete é o local onde, todos os dias, dezenas de pessoas passam a procura de emprego. O quem mais emprega é o comércio, frigoríficos e indústrias de arroz.

Mesmo com poucas ofertas, o problema ainda continua sendo, de um lado, a falta de vagas e, por outro, a qualificação, como lembra a servidora Maria da Graça Broll. – As pessoas chegam dizendo que querem qualquer coisa e isso não existe. Tem que ter qualificação em alguma área, porque isso já barra a procura.

Outra colocação que os patrões exigem bastante é para trabalhador rural. Ou a pessoa é só peão campeiro ou caseiro e não é tratorista e isso barra a ocupação da vaga.

Uma dificuldade que também se encontra aqui na cidade é quanto às pessoas para fazer limpeza. Elas têm que saber que as casas e os donos tem regras e, muitas vezes, as faxineiras querem se determinar e não aceitam ordens. Nesta área, as que realizam um bom trabalho não tem horário disponível e conseguem um bom retorno financeiro por mês.

Vera Soares Pedroso

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *