Com quase 50 óbitos e mais de 800 casos ativos, o fim de semana foi de excessos e descumprimentos de normas
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Embora seja quase massacrante para muitos que realizam todas as medidas sanitárias de forma correta, ler diariamente sobre a irresponsabilidade de outra parte população. A reportagem do PAT, recebeu várias reclamações relacionadas a junções e aglomerações na madrugada de domingo(24). Em alguns estabelecimentos comerciais, o uso da máscara é dispensável, há situações que é possivel flagrar crianças de aproximadamente cinco anos com a mãe. O grupo de aproximadamente 25 pessoas, todos sem máscara, consome bebida alcoólica, ri e conversa sem o mínimo distanciamento. Um número relevante de jovens que, se positivados, podem ser assintomáticos ou no máximo sintomas leves, mas ver uma cena assim, choca ao saber da luta de todos os profissionais de saúde na busca incessante de fazer o melhor para evitar que mais famílias sofram a perda de seus entes queridos pelo vírus que ainda assola o mundo. A pandemia está muito ativa, a realidade não é muito diferente em relação aos cuidados devido a vacina estar mais perto e ser um possível auxílio diante de tantas incertezas vividas no ano passado. As pessoas atribuíram ao ano de 2020 como o grande carrasco, mas não há mágica, é preciso um pouco de solidariedade com todos, com milhares de pessoas. É preciso saber que talvez o momento seja de mais benevolência e fé. Não é o momento de egoísmo, mas ter a consciência que se fizer a sua parte vai  não só proteger-se, mas o restante da população. Isso é o que tanto se falou e quem sabe alguns estejam buscando, mas não é ignorando a realidade que o comércio vai sobreviver, a vida vai ser mais completa e feliz. A reunião com o grupo de amigos que hoje, deveria ser evitada, representa salvar vidas.

 

 

Além de todas as irregularidades que são presenciadas em relação à falta das medidas sanitárias em vários pontos da cidade, durante à noite e madrugadas, também houve o flagrante, de um motorista, na madrugada de domingo(24), que chocou-se em um poste na rua Mariz e Barros. Sem dar tempo das guarnições chegarem ao local, ele fugiu. Uma atitude que demonstra que havia irregularidades e, que além do poste danificado, ele poderia ter ferido pessoas que estavam nas imediações.

 

Segundo o último Boletim Epidemiológico, Alegrete tem 3.790 casos confirmados, com 2.906 recuperados, 837 estão ativos (825 em isolamento domiciliar e 12 hospitalizados positivos de Alegrete) e 47 óbitos.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •