fbpx

Glênio Bolsson alerta para a fragilidade e exaustão da equipe médica da ala Covid da Santa Casa
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Na manhã de ontem(5), um vídeo do vereador e médico ginecologista,  Glênio Bolsson, foi postado em seu perfil do Facebook. O profissional da área da saúde faz um apelo e desabafo sobre o atual momento da pandemia no Município e na Santa Casa. O médico se solidariza com os colegas e demais integrantes da equipe que atuam diuturnamente na Santa Casa de Alegrete, desde o porteiro, técnicos, copeiras , enfermeiros e demais funcionários.

No início do vídeo, ele pontua que, embora já tenha falado outras vezes sobre o assunto, o momento atual é muito difícil, apesar do cotidiano da cidade praticamente apresentar um cenário de “normalidade’.

A realidade em termos de saúde é muito diferente do que estão vendo por aí, é de muita intranquilidade – completa. O médico salienta que há vários pacientes hospitalizados e uma equipe médica esgotada e exausta. Além de uma equipe médica deficiente em termos de recursos humanos, ele acrescenta que, seis médicos testaram positivo para a Covid-19, sem contar os que já estão retornando, pois estavam em isolamento. “Nenhum em situação grave, mas a realidade é de intranquilidade, uma bomba relógio”- destaca.

Jovem que saiu para uma viagem sem volta, retornou para o lar

O médico cita os desabafos realizados pelas médicas Dra Simone Estivalet e Maria Del Carmo que estão na UTI Covid e pede a compreensão da população. Salienta que haja mais reciprocidade e um pouco de calma pois já está perto de um final com a chegada da vacina. “Tá muito fácil, os casos complicados sempre acabam no hospital, mas não é momento de conflitos. É preciso que ocorra entre a administração da Santa Casa, o Executivo , a Secretária de Saúde uma  interlocução para auxiliar neste momento difícil. O nosso respeito à classe médica e todos os demais integrantes, todos os servidores da área da saúde. Essas pessoas precisam ser respeitadas”- cita.

Veja o conteúdo completo no vídeo autorizado pelo médico a ser postado no PAT.

 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •