Médicos tranquilizam gestantes quanto aos partos e cesárias na Santa Casa de Alegrete

Compartilhe
  • 2K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2K
    Shares

O PAT realizou uma entrevista com a médica pediatra Dra Marilene Campagnolo e os ginecologistas Glênio Bolsson e Érico de Oliveira, o debate foi importante para falar sobre muitas dúvidas de gestantes neste período de pandemia.

A redação recebeu vários questionamentos de grávidas que estão no final da gestação e, algumas, estão inseguras devido aos riscos do novo coronavírus.

Logo de início, a pediatra Dra Marilene, que também é responsável pela UTI Neonatal, reiterou que toda a área Covid-19 é totalmente isolada dos demais espaços da Santa Casa, principalmente, maternidade.

Já os ginecologistas e obstetras, Glênio Bolsson e Érico de Oliveira, ressaltaram que o hospital em Alegrete não tem um centro obstétrico, os partos cesarianas são realizados no mesmo bloco que os demais casos, como cirúrgicas eletivas ou de emergência. Por esse motivo, houve uma restrição, ainda maior no que se refere a número de pessoas dentro do bloco cirúrgico. ” É do direito da gestante ter um acompanhante no momento do parto, muitos querem fotografar, filmar, porém, é um período que todos os cuidados são em razão das determinações da OMS. Embora, a pessoa entre com todo o equipamento, houve uma determinação de que momentaneamente, não haja acompanhantes no momento do parto” – explicaram.

Um dos problemas graves que os médicos estão enfrentando é com os pacientes que não compreendem a necessidade do uso de máscaras. “Estamos diariamente conversando e solicitando que tanto o paciente, quanto o acompanhante faça uso da máscara, mas basta uma observada nos quartos que vamos encontrar pessoas sem. Falta conscientização” – comentaram.

Em razão da preocupação em relação ao vírus, os médicos reiteram que nenhuma paciente entra na sala de parto sem realizar uma avaliação prévia. “Qualquer gestante que apresentar algum sintoma gripal, vai ficar isolada. Até o momento, está tudo tranquilo, a Santa Casa realiza em torno de no mínimo três partos por dia, a maioria cesariana. Apenas uma gestante ficou em isolamento nestes últimos meses desde que iniciaram as restrições por conta da pandemia. Ela apresentou os sintomas gripais e precisou de acompanhamento extra, em função do vírus H1N1.

“É indispensável que as mamães estejam tranquilas no momento do parto, elas terão os seus direitos assegurados” destacam.

Alegrete registra 79 casos de pessoas com resultado positivo da Covid-19, neste sábado(4).

 

Flaviane Antolini Favero


Compartilhe
  • 2K
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2K
    Shares