Prefeitura tranquiliza moradores quanto ao remanejamento de usuários da ESF Assunção

A readequação no atendimento da Estratégia da Saúde da Família(ESF) Assunção, gerou um grande debate nos últimos dias, desde que a notícia chegou de forma equivocada em algumas pessoas, conforme esclareceu a Secretária de Saúde, Bianca Casarotto. Por esse motivo, uma reunião foi realizada no PAM, na tarde de sexta-feira(21).

Com a presença do Prefeito Márcio Amaral, Presidente do Conselho de saúde, Sérgio Soares, presidentes de bairros, Presidente da UABA, Leandro Japur e Coordenadora da Atenção, Básica Luciana Chies, o assunto foi debatido e os questionamentos sanados pela Secretária e Coordenadora. Logo de início o prefeito Márcio Amaral esclareceu que a informação de que haveria um fechamento está sendo discutida de forma equivocada. Houve um vazamento da informação, antes mesmo da gestão ter concluído todo o processo de reorganização que seria apresentado ao Conselho de Saúde, Câmara de Vereadores e presidentes dos bairros. Mais uma vez, Márcio foi taxativo em dizer que não foi uma opção da Prefeitura, e sim, devido a não renovação do contrato do imóvel, esse é o motivo da ESF estar saindo daquela área. ” Não houve falta de pagamento, como estão colocando em alguns comentários nas redes sociais, o prédio é particular e o dono solicitou o imóvel”- explicou.

A secretária Bianca Casarotto e a Coordenadora Atenção Básica Luciana Chies, fizeram uma minuciosa explanação sobre o assunto. O mais importante é ficar claro que está ocorrendo a mudança e que a Administração também foi surpreendida com a solicitação do proprietária. “Assim que o documento chegou em nossas mãos, imediatamente nos reunimos para encontrar a solução mais viável para que a população não fique desassistida. Além dos usuários ganharem em estrutura física, pois também será agregado o atendimento odontológico, nutricionista e sala de vacinação. Além dos agentes comunitários, as visitas domiciliares continuarão acontecendo da mesma forma, sem alterações. Há um acréscimo na qualidade dos serviços”- falou.

A divisão, inicialmente, será assim: da Barão do Rio Branco para cima os usuários serão atendidos na ESF da Rondon e para baixo na ESF Cidade Alta. A secretária completou que em três Estratégias, Vila Nova, Promorar e Vera Cruz já existe atendimento de duas equipes. Também é importante esclarecer que toda a equipe será remanejada e desta forma não terá perda de vínculos, tranquilizou Bianca.

O presidente do bairro Assumpção, Claudiomiro Rocha, destacou a preocupação dos moradores e disse que a diretoria convocou todos para a reunião e desta forma esclarecer todos as dúvidas. O grande receio é que eles ficassem sem atendimento e que teria ocorrido o fechamento da unidade de saúde. Havia o entendimento de que a população teria muitas perdas. Além de que todos também foram “pegos de surpresa com a informação” – citou.

Sergio Soares, presidente do Conselho da Saúde, falou que haverá um debate sobre o assunto. Ele ainda questionou se a medida seria definitiva ou provisória. Sérgio completou dizendo que qualquer assunto relacionado à saúde e que envolva seres humanos é muito delicado.

Os vereadores Celeni, Vanda e GLênio fizeram suas ponderações e compreenderam o quanto a medida é indispensável neste momento.

Para finalizar o prefeito completou dizendo que o mais importante é que se buscou uma solução para o problema e, que se em 180 dias for necessário, uma nova avaliação será feita.

A Secretária Bianca ainda ressaltou que a partir da primeira terça de julho, terá a implantação do Saúde na Comunidade em que o ônibus vai passar em nove bairros que são os mais vulneráveis do município. A estrutura vai contar com os profissionais de saúde como médico, técnicos, enfermeiro, psicóloga, SAE, entre outros. O atendimento será todas as terças e quintas- feiras das 15h às 19h.

Flaviane Antolini Favero

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *