Priscila saiu para ir ao mercado, no mês de novembro, e nunca mais foi vista

O desaparecimento de um filho sempre gera muita apreensão, desespero e sofrimento para família.

 

 

Na tarde de ontem (10), o Conselho Tutelar de Alegrete realizou uma visita em uma residência no bairro Nilo Soares Gonçalves e, os conselheiros foram informados que uma adolescente está desaparecida desde novembro, em Alegrete. Priscila Madeira Jaques está com 17 anos. Ela saiu de casa para ir no mercado e nunca mais retornou. A menor estava apenas com a roupa do corpo.

O pai, Cláudio Jaques, já fez Boletim de Ocorrência e disse que jamais deixou de procurá-la. No primeiro mês ele ainda conseguiu contato com a filha por telefone. Ela limitava-se a dizer que estava bem, mas sem detalhes. O que deixa a família ainda mais preocupada é que há mais de um mês, eles não conseguem nenhuma informação sobre a adolescente.

Desesperado, o trabalhador não deixa de procurar pela filha. Em todos os locais que ela poderia estar, ele esteve, mas ainda sem sucesso. Cláudio afirma que a filha e a madrasta se dão bem e que não entende qual motivo a Priscila teria para ficar sem dar notícias e sumir desta forma. Ele faz um apelo para que as pessoas denunciem para Brigada Militar (190) ou Polícia Civil (3422-4525). Priscila ainda é menor de idade e pode estar passando por alguma situação de risco. O contato do Conselho Tutelar também está disponível para denúncias  984491344.

Compartilhe
  • 2K
  •  
  •  
  •  
  •  
    2K
    Shares