Proposta de aluguel estudantil ganha apoio em audiência pública em Alegrete

Audiência pública promovida pela CIDBES da Câmara discutiu preços de aluguéis e condomínios em Alegrete

A audiência pública para debater os crescentes valores dos aluguéis e condomínios na cidade foi realizada na noite do dia 13. Com a presença de representantes do setor imobiliário e membros da comunidade acadêmica, o encontro buscou encontrar soluções para a crescente preocupação sobre a acessibilidade de moradia.

Colisão entre Fiat Toro e moto deixa dois feridos no Centro de Alegrete

Presidida por Itamar Rodriguez, presidente da CIDBES, a mesa também foi composta pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Ferreira, e pelo vereador João Leivas. Também participaram Evaristo Cesar Paim, representante do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), e Adriane Antunes, gestora da Imobiliária Fonther.

A audiência destacou a participação de estudantes, que apresentaram um estudo sobre as dificuldades enfrentadas por aqueles que se mudaram para Alegrete para estudar, enfatizando problemas como a má condição dos imóveis e os altos custos associados.

Como resultado das discussões, uma nova reunião foi agendada para dar continuidade ao diálogo entre o CRECI, as imobiliárias locais e o Centro Empresarial. Essa reunião será organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, buscando alinhar as estratégias para enfrentar a problemática.

Homem é preso com arma e grande quantidade de munição em Manoel Viana

Além disso, a ideia proposta pelo vereador João Monteiro de criar uma categoria de aluguel estudantil foi amplamente apoiada. Essa ideia visa estabelecer faixas de aluguel acessíveis, exclusivas para estudantes, baseadas em um cadastro, facilitando o acesso à moradia de qualidade e a preços justos.

A Câmara Municipal enfatizou a importância de audiências públicas para escutar as preocupações da comunidade e trabalhar conjuntamente para melhorar a qualidade de vida em Alegrete, especialmente em um aspecto tão fundamental quanto a moradia.

Com informação da Assessoria de Comunicação da Câmara

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários