Servidores do Fórum em greve há 18 dias

Os servidores do Foro de Alegrete e do poder Judiciário Gaúcho estão em greve desde o dia 24 de setembro

A greve entrou no 18º dia e somente na data de primeiro outubro, 17 dias após a deflagração da greve, o Presidente do Tribunal de Justiça (TJ) chamou o Sindicato dos Servidores (SINDJUS) para abrir negociação.

Ao contrário do que a grande maioria imagina, a greve não deu início por aumento salarial, mas pela tramitação do Projeto de Lei 93/2017 que extingue o cargo de Oficial Escrevente.

No Foro de Alegrete trabalham 22 Oficiais Escreventes, 08 Oficiais de Justiça, 02 Escrivães, 01 Auxiliar de Serviços Gerais e 01 Celetista.

A intenção do Tribunal de Justiça é substituir os Oficiais Escreventes pelos Técnicos Judiciários à medida que forem vagando os cargos.

O que ocorre é que os Oficiais Escreventes estão se sentindo desvalorizados, porque não possuem plano de carreira e os novos técnicos já chegarão com plano de carreira, ou seja, os novos trabalharão motivados pelas promoções e compensações do plano, enquanto os escreventes ficarão estagnados somente aguardando a aposentadoria.

Na data do último dia 09 de outubro foi realizada reunião do Foro local com a total adesão à greve.

Cada cartório de Alegrete está somente com um servidor atendendo somente as urgências.

A adesão à greve também aumentou no Estado não havendo previsão de término.

Uma reunião na OAB, neste dia 11, com a Diretora do Foro apreciou o pedido de suspensão dos prazos para a Comarca.

Compartilhe
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *