Agente da Susepe flagra mulher com placa de telefone na calcinha

Nesta semana agentes penitenciários do Presídio Estadual de Alegrete impediram uma mulher de visitar um apenado.

No dia da visita ela tentou entrar com um objeto escondido na calcinha. O portal detector acusou e as agentes fizeram a rotineira revista corporal. Após ter negada de que estava com um material escondido, a agente penitenciária encontrou uma placa de telefone na calcinha da visitante.

O material foi apreendido e entregue na delegacia de polícia, onde foi feito o registro de apreensão de objeto. A mulher foi impedida de comparecer na vista e o apenado que receberia o objeto foi identificado.

Neste sábado (19), o Presídio Estadual de Alegrete registrava uma carceragem de 205 apenados, mais que o dobro de sua capacidade.

 

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *