Mulher com sinais de embriaguez capota carro, e filha de sete meses fica ferida em Vacaria, diz delegado

Segundo a polícia, enquanto o atendimento ao acidente era realizado, cunhada da condutora foi até o local, pegou a criança e saiu. Ela foi seguida por PMs e foi levada a uma delegacia, junto com a mãe da menina. As duas foram presas após negarem teste do bafômetro e não pagarem fiança.

Uma mulher com sinais de embriaguez capotou o carro na madrugada desta quinta-feira (5) em Vacaria, na Serra. Segundo a Polícia Civil, a filha de sete meses estava no veículo e ficou ferida.

Conforme o relato da polícia, moradores socorreram a criança e chamaram uma ambulância do Samu. Quando o atendimento estava no local, a cunhada da motorista chegou, pegou o bebê, colocou em seu veículo e saiu.

A Brigada Militar passou a acompanhar o carro. Quando o veículo parou no prédio da família, os policiais realizaram uma abordagem e conduziram todos para a delegacia.

A criança foi entregue para o Conselho Tutelar e levada ao hospital porque tinha um pequeno ferimento na cabeça.

As duas mulheres foram autuadas por embriaguez ao volante e, como não pagaram os valor da fiança, que era de R$ 2 mil para cada uma, foram encaminhadas ao Presídio Estadual de Vacaria.

“Recusaram o teste [do bafômetro], mas estavam visivelmente embriagadas, cheirando a álcool, tinham andar trôpego, falas desconexas e confusas. A mãe provavelmente responderá pelo crime de perigo contra a criança. Mas isso depois, no inquérito policial. Na verdade, as duas, porque a tia também colocou a criança em risco. Uma freada, e jogaria o bebê contra o painel ou chão”, diz o delegado Carlos Alberto Defaveri.

No depoimento na manhã desta quinta, as duas mulheres optaram por permanecer em silêncio.

Conforme o delegado, a bebê deve ser encaminhada a algum familiar.

Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *