Pequenos comerciantes fazem buzinaço contra Lockdown

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ao meio-dia desta quinta-feira(30), um grupo de comerciantes realizou um buzinaço em frente ao Centro Administrativo, em Alegrete. Os integrantes do protesto são proprietários de pequenos mercados que ficam em bairros ou mercearias e fruteiras que sempre atendem aos finais de semana, principalmente aos domingos à tarde, que não há comércio em supermercados.

Eles alegam que, com o fechamento total, por dois dias, se torna complicado manter os estabelecimentos funcionando devido ao problema financeiro que já estão vivendo há mais tempo. De acordo com alguns, a intenção é uma audiência com o Prefeito Márcio Amaral para que haja a possibilidade de um atendimento entre as grades ou pelo sistema de tele-entrega. Nos veículos, faixas e balões pretos como forma de protesto.

Gladison Ribeiro, proprietário de uma bomboniere na Avenida Dr. Lauro Dorneles, disse que é um desastre e vai terminar de quebrar os pequenos.

Roberto, do Sacolão do Beto, descreveu que está apavorado, porque recebe os produtos na sexta e teria só um dia pra vender e, agora, vai perder.  Até os que trabalham com delivery ligam querendo produtos, e com tudo fechado não tem condições. É um horror, lamenta Beto.

O mesmo diz Luís Acosta de um 24h da Zona Leste, que já demitiu duas servidoras, também, foi multado e não sabe o que vai ser dos pequenos. Vão acabar com os pequenos, estão quebrados – cita.

Em contato com o Prefeito Márcio Amaral, ele disse que vai ouvir as ponderações, mas essa decisão é de um colegiado, foi debatida entre o Comitê Municipal de Combate à pandemia do novo coronavírus. A medida é mais severa, mas também é uma medida de conter a disseminação do vírus de forma acelerada, como ocorreu na última semana, onde a Santa Casa registrou 100% de ocupação no leitos UTi adulto e 80% na UTI Covid-19, além de uma lotação de 20 pacientes no hospital de campanha.

Muitas pessoas são a favor e apoiam os pequenos comerciantes, mas também tem àquelas ouvidas pela reportagem que acrescentam que não haverá um controle e, de qualquer forma, as pessoas vão sair e terá aglomerações nesses lugares. São várias posições para um mesmo contexto. O novo lockdown inicia às 21h30 desta sexta-feira(31) até a próxima segunda-feira(3), às 6h.

 


Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •