Por que a população não está se vacinando contra a gripe?

A adesão para a vacinação contra influenza está abaixo do esperado, mesmo com os altos índices de pessoas com sintomas gripais, nos últimos dias.

A informação é da Secretaria de Saúde, por meio da Epidemiologia. A campanha nacional contra influenza começou em abril, com grupos prioritários. Mas, até agora, a adesão foi aquém do esperado.

Até o momento, Alegrete vacinou 54,7% dos trabalhadores da Saúde – , Idosos – 52,7%, Crianças – 45%, Gestantes – 29,3%, Puérperas – 15,5%, Professores – 58,5%. sendo o número inferior, de puérperas.

A imunização está liberada para toda população desde o início deste mês. A vacina é aplicada em todas as pessoas a partir de seis meses de idade e ocorre em todos as Salas de Vacinas das ESF’s .

Na Sessão do Tribunal do Júri vítima inocenta o réu

A vacina contra a gripe pode ser feita no mesmo dia que a imunização contra a covid-19, com exceção das crianças de até 11 anos, que devem obedecer ao intervalo de 15 dias entre cada uma. A SMS reforça a importância de toda a comunidade fazer a vacina, principalmente os grupos elencados como prioritários, uma vez que estes são definidos pelo Ministério da Saúde em função de serem mais suscetíveis ou estarem mais expostos à doença.

Aposentado tem o celular roubado; o assaltante usou uma faca para consumar o crime

A vacina contra influenza trivalente que está sendo utilizada na campanha de vacinação contra gripe protege contra três tipos de vírus: Influenza A (H1N1), Influenza A(H3N2) e Influenza B (comum). 

O imunizante previne o surgimento de complicações da doença, e reduz os sintomas nos grupos prioritários, além de diminuir a sobrecarga sobre os serviços de saúde.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários