Promessa do padel, alegretense Diogo Rodrigues é puro talento
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A dedicação diária rendeu frutos e a primeira convocação para seleção brasileira de menores veio em 2016. Aos 14 anos, o padelista alegretense Diogo Correa Rodrigues, ostenta um invejável currículo com participações em competições internacionais, títulos e muitas conquistas em torneios regionais de padel.

O filho do casal Jose Amadeu Ribeiro Rodrigues e Helenize Goulart Corrêa, é uma das promessas do padel de Alegrete.Mais um talento que em breve vai ganhar as quadras mundiais.

Aos 6 anos, deu suas primeiras raquetadas. Desde então treina regularmente com foco e objetivo. Diogo em 2016 disputou o Panamericano de Padel em Buenos Aires, foi até as quartas de final. Em 2018,  Campeão da Seletiva sub-12, no mesmo ano foi o 3º melhor no Panamericano de Padel em Caxias do Sul.

Ano passado faturou a seletiva sub-14. Esse ano participaria do Panamericano em Mérida, no México, mas o evento foi cancelado em virtude da pandemia.

O que era brincadeira virou coisa séria, virou a meta de vida. O guri conta com os melhores instrutores em Alegrete. Treiando por Thiago Freitas e Vera Palma, ele acredita que pode render mais.

“Obrigado Família, obrigado tia Vera e Thiago e obrigado ao Time Compass, em nome do Julio Julianotti e Miguel Pizzorno, que a partir deste ano estão me patrocinando”, agradece o talentoso Diogo.

E foi com essa fera que a reportagem bateu um papo, através do aplicativo de mensagens WatssApp. Confira a conversa na íntegra, do padelista que também é craque do futsal, acaba de renovar contrato com a Eliseo’s Futsal:

Portal  – Desde quando você pratica a modalidade de padel ?

Com 05 anos de idade conheci o Padel. Meus pais e a mana Martina já jogavam (e muito bem por sinal). Foi inevitável e logo acabei entrando em quadra.

No início era tudo brincadeira entre um game e outro dos jogos deles, buscando as bolinhas e correndo com a raquete na mão, mas em seguida fui entendendo e me interessando sobre o jogo.

A⁹ convite da Tia Vera Palma, em 2011, iniciei as aulas no Match Point Padel, na cidade de Alegrete. A paixão pelo padel já estava em mim e eu passei a respirar ele diariamente. Aulas, jogos diários e torneios viraram a minha rotina desde então.

Agradeço ao apoio da tia Vera e do Thiago Freitas, que são mais que meus professores, são minha família também e com 09 anos de idade, no ano de 2016, me fizeram chegar até o Panamericano de Buenos Aires.

Portal – Que incentivo tu tiveste para persistir no padel, um esporte que requer muita dedicação e disciplina ?

Ah, sem dúvidas, minha família, principalmente, meus professores. Devo tudo que aprendi até hoje a eles. Eternamente agradecido.

Portal  – Tu estás num crescimento dentro do padel. Como te sentes com essa evolução. Já que iniciaste a dar as primeiras raquetadas com 5 anos ?

Acredito que, por mais que nos últimos anos tenha evoluído um pouco rápido, minha evolução está num crescendo cadenciado. Tudo graças aos meus treinadores Vera Palma e Thiago que sempre prezam pelo meu melhor.

Portal – Vencedor de muitos torneios e competições na Fronteira, tu já venceste jogos contra adultos. Qual o que te marcou mais até aqui e por quê ?

No Panamericano de 2016. Tenho muitas lembranças especiais pois foi meu primeiro torneio fora do país, além disso, eu e meu parceiro também alegretense, conseguimos uma vitória muito importante contra o Uruguai, decidida no terceiro set. Foi a primeira vez que senti como é representar a seleção realmente.

Portal- O que a pandemia do novo coronavírus afetou nos teus planos para 2021 ?

Além das aulas, que hoje são online, os treinos estão suspensos em função da bandeira preta no nosso estado e as competições também, inclusive iria para o México essa semana, mas o torneio foi suspenso. Por enquanto estou apenas em casa com a família e treinando com o professor Elíseo que está passando treino físico online para os atletas da escolinha de futsal, a qual também faço parte.

Portal – Como está tua rotina atualmente. Trabalho, estudos e treinos ?

Atualmente estudo de manhã e quando não tínhamos bandeira preta, treinava à tarde.

Portal – Jogaste o Panamericano da Argentina com 9 anos. Como foi essa façanha ?

Muito bom para o meu crescimento no esporte, primeira vez que estava viajando. Tive a companhia da minha irmã também, que fazia parte da seleção, primeira viagem longe dos pais. Isso tudo contribui muito pra minha independência como pessoa também.

Portal  – Como tu avalias o padel alegretense ?

De alto nível. Temos atletas excelentes e com grande potencial no esporte, e está crescendo muito nos últimos anos.

Júlio Cesar Santos                           Fotos: arquivo pessoal


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •