Covid-19: Alegrete e região correm sério risco de voltar para a bandeira vermelha
Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Alegrete está na 10ª  semana consecutiva da bandeira laranja, conforme distanciamento controlado do Governo do Estado.

A Região 03 considerada pelo governo, até então, como risco médio de contaminação, provavelmente tenha um revés nesta sexta-feira.

Com dados coletados na tarde de ontem e hoje o governo do Estado anuncia as cores das regiões.

(Foto crédito: Eduardo Silveira)

Em cinco dias, de domingo à quinta,o número de novos infectados passou de 100, precisamente 101 novos casos , com um recorde assustador, até o momento,  de 35 casos apenas em um dia, na última terça-feira.  Em todos os dias, desta semana até o último Boletim Epidemiológico na noite de ontem , o número de hospitalizados não diminuiu de seis e, segundo o último a UTI Covid-19 apresentava sete pacientes naquela unidade intensiva, além de um paciente de outro Município que fecha o número de oito pessoas para dez leitos.

10ª CRE entrega termômetros do Kit de EPIs para volta das aulas presenciais

No domingo 28 pessoas aguardavam resultado, com 168 casos ativos, já na segunda-feira, 44 estavam à espera da confirmação ou não com 167 ativos. Na sequência,  terça-feira, o registro foi de 34 pessoas aguardando e 191 ativos, com o aumento de pessoas com o vírus ativo na quarta-feira sendo 197 e 33 pacientes aguardando o resultado. E, na noite de ontem,  Alegrete chegou a 204 casos ativos e 47 pessoas aguardando resultado, desta forma, o maior número registrado nesta semana entre ativos e espera de resultados.

Vídeo mostra carreta completamente destruída pelo fogo na Br 290, em Alegrete

Com a preocupação dos profissionais na área da saúde de um possível colapso em razão desta crescente de casos que aconteceu em outros Municípios,  Estados e Países,  também foi possível acompanhar que os leitos UTI Covid-19 na região,  Rosário do Sul e Uruguaiana tiveram 100% de comprometimento.  Tudo isso, leva a crer que a decisão, não seja favorável para manter a Região 03, no risco médio de contaminação e  desta forma passe para bandeira vermelha o que deve limitar alguns serviços.  Alterando assim, os Decretos que estão vigentes entre algumas outras adequações.

Estes números crescentes podem ser acompanhados pelos leitores em muitos outros lugares que apontam como segunda onda. Isso também tem uma influência direta com o comportamento da população e o descumprimento de alguns cuidados básicos, dentre eles o uso de máscara, higienização e distanciamento social.

Desde o início da semana, vários canais de imprensa alertam a população sobre o próximo feriado e os riscos de aglomerações nas regiões do litoral gaúcho e também, nos cemitérios em razão do Dia de Finados.

 

Foto crédito: Eduardo Silveira 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •